Desempenho do frango (vivo e abatido) na 31ª semana de 2021, primeira de agosto
CI
Imagem: Pixabay
PECUÁRIA

Desempenho do frango (vivo e abatido) na 31ª semana de 2021, primeira de agosto

A semana do Dia dos Pais foi muito melhor para o frango abatido do que a que antecedeu o Dia das Mães
Por:

Com certeza, a semana do Dia dos Pais foi muito melhor para o frango abatido do que a que antecedeu o Dia das Mães, pois enquanto na primeira semana de maio a valorização registrada (em relação ao último dia do mês anterior) não chegou a 2,5%, desta vez o incremento ficou próximo dos 6,5%.

As duas datas, porém, não servem de parâmetro para o comportamento observado. O desempenho, desta vez, foi bem melhor porque as condições de mercado são bem diferentes daquelas enfrentadas três meses atrás. Principalmente: embora de forma ainda lenta, caminha-se para a normalidade.

Nesta segunda-feira, 9, a reposição de estoques (que tende a ser forte) deve, no mínimo, manter as cotações alcançadas pelo frango abatido no final da semana passada e que representam novo recorde do setor. Mas, encerrando-se amanhã o primeiro decêndio de agosto, parece difícil mantê-las no nível atual.

De toda forma, isso depende – essencialmente – de como os abatedouros administrem a oferta do produto. A percepção que se tem é a de que, na primeira semana do mês, eles acorreram minimamente ao mercado independente, daí uma disponibilidade que garantiu melhores negociações para o setor.

Aponta nessa direção o fato de o frango vivo ter completado no último sábado (7) três semanas contínuas com a mesma cotação – R$6,00/kg. Ou seja: uma valorização igual a “zero”, enquanto os preços do abatido experimentavam incremento, no mesmo espaço de tempo, de mais de 20%.

Isto, porém, não significa que a ave viva esteja sujeita a desvalorizações inesperadas. Pois, mesmo havendo menor demanda por parte dos abatedouros, o mercado do frango vivo permaneceu firme, o que denota que a oferta do produto continua restrita.

Sob esse aspecto, a perspectiva mais viável é a de repetir-se a mesma estabilidade observada há um ano, quando a cotação o frango vivo permaneceu inalterada por seis semanas consecutivas.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.