Desempenho do frango (vivo e abatido) na 49ª semana de 2021, segunda de dezembro
CI
Imagem: Pixabay
PECUÁRIA

Desempenho do frango (vivo e abatido) na 49ª semana de 2021, segunda de dezembro

O frango vivo percorreu toda a semana com os preços inalterados em relação ao fechamento da semana anterior
Por:

Embora tenha chegado à última sexta-feira (10) com um valor 1,64% superior ao da sexta-feira anterior, na segunda semana de dezembro (5 a 11, cinco dias de negócios) o frango abatido valorizou-se apenas 0,8% em relação à média da semana anterior (29 de novembro a 3 de dezembro). Com isso, completou o primeiro decêndio de dezembro – período em que, antigamente, alcançava os melhores preços do ano – com um valor médio 7,69% inferior à média de novembro passado e com incremento inferior a 15% sobre dezembro de 2020 – ou seja, mal cobrindo a inflação oficial (pelo IPCA, 10,88% nos 12 meses encerrados em novembro), mas distante dos custos, que permanecem em evolução, a despeito de pequeno retrocesso nos preços das matérias-primas básicas.

O frango vivo, por seu turno, percorreu toda a semana com os preços inalterados em relação ao fechamento da semana anterior. Mas a estabilidade observada foi apenas aparente, pois, frente à fraca demanda, negócios com preços inferiores continuaram sendo efetivados. Isto ignorado, o valor médio do mês ficou 7,69% abaixo do registrado no mês passado, enquanto em termos anuais a valorização não passou de 13%, insuficiente também para cobrir a evolução dos custos.

Como, no momento, o consumidor vem dando preferência às aves produzidas especificamente para as Festas, é pouco provável que os valores ora alcançados venham a registrar alguma reversão nestas duas próximas semanas. E isto se aplica tanto ao frango vivo quanto ao abatido.

É possível, no entanto, que na próxima semana (antevéspera do Natal) haja uma corrida ao frango comum – mais barato e, portanto, mais acessível ao depauperado consumidor. Resta saber se, isso ocorrendo, seus reflexos alcançarão o atacado e as granjas produtoras. Porque, aparentemente, o varejo está, quando não bem estocado, com as entregas futuras já previamente definidas e fechadas.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.