Desenvolvimento rural e irrigação têm destaque em processo de Participação Popular e Cidadã
CI
Agronegócio

Desenvolvimento rural e irrigação têm destaque em processo de Participação Popular e Cidadã

Por:
Foi finalizada nesta semana, a Participação Popular Cidadã (PCC 2012/2013) que contou com 34.543 votos, no Vale do Taquari. E dois dos projetos mais votados pelos moradores da região - com 26.098 indicações - são nas áreas de desenvolvimento rural e irrigação. São eles: Desenvolvimento Rural - Fortalecimento da Cadeia do Leite e Irrigação e Recursos Hídricos e Irrigação e Usos Múltiplos da Água, da Secretaria de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR/RS). Somadas, as duas áreas contempladas movimentarão R$ 1,8 milhão em recursos voltados ao fortalecimento de cada um dos segmentos.


Para o representante da Coordenadoria Regional da SDR, engenheiro agrônomo Mauro F. Stein, o resultado da votação expressa a vocação da região para o desenvolvimento da atividade leiteira, explicitando também a necessidade de investimentos em sistemas de irrigação e cisternas, bem como para o abastecimento de água para o uso humano na região. “Acredito que a motivação para participar também deva ter partido dos bons resultados obtidos em votações anteriores, que já beneficiaram com recursos as agroindústrias familiares”, salientou.

O gerente regional adjunto da Emater/RS-Ascar de Lajeado, Luiz H. Bernardi, afirma que o destaque em tais áreas deu-se em função da organização e da participação dos representantes do Vale do Taquari. “Essas pessoas, sabedoras das demandas provenientes do processo de diagnóstico que vem sendo realizado nos municípios desse Corede, promoveram intensa mobilização para que os projetos fossem aprovados pela sociedade e que, enfim, beneficiassem a agricultura familiar e a região como um todo”, observou.


Coordenada, na região, pelo Conselho de Desenvolvimento do Vale do Taquari (Codevat) e pela Secretaria de Planejamento, Gestão e Participação Cidadã (Seplag/RS), a votação também aprovou demandas em outras áreas como saúde, segurança pública, educação básica, profissional e técnica, educação superior, desenvolvimento social e erradicação da pobreza, além de projeto na área de meio ambiente, visando à cobertura de esterqueiras de suínos e bovinos. Além delas, duas prioridades estratégicas na área da saúde - construção de unidade de atendimento da Fundef e construção da UTI, junto ao Hospital Ouro Branco, de Teutônia - foram votadas.

Para o coordenador regional da Seplag, Mário Molina, a democracia representativa passa por um momento de descrédito perante a opinião pública, sendo necessário repensá-la. “Esse processo passa por ampliar a democracia participativa e o orçamento participativo é uma opção que deve ser considerada e aprimorada”, avalia. “A possibilidade de as pessoas incidirem na elaboração das políticas publicas do seu Estado ou do seu município torna-as soberanas de si mesmas e, ao invés de somente serem chamadas a cada dois anos para elegerem seus representantes, dessa forma, elas podem participar efetivamente da politica.”


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink