Dez municípios de MT são os responsáveis por 51% do saldo financeiro

Agronegócio

Dez municípios de MT são os responsáveis por 51% do saldo financeiro

Setor agropecuário tem puxado valores no Estado
Por:
1139 acessos

Receba Notícias como esta por email

Cadastre-se e receba nossos conteúdos gratuitamente
Obrigado por se cadastrar
  • Enviamos a você um email de boas vindas para ativação de seu cadastro.

Dos mais de US$ 8,66 bilhões faturados pelo Estado, via exportações, cerca de US$ 4,43 bilhões foram negociados por apenas dez dos 141 municípios que formam o território mato-grossense. Juntos, Sorriso, Rondonópolis, Nova Mutum, Cuiabá, Lucas do Rio Verde, Sapezal, Sinop, Campo Novo do Parecis, Diamantino e Primavera do Leste, movimentaram cifras que representam pouco mais de 51% da receita global do primeiro semestre. Desses, apenas Cuiabá (mas que chancela boa parte das commodities processadas no Estado) não tem vocação exclusivamente agropecuária como os outros nove.

Assim como encerrou o exercício 2013, Sorriso (460 quilômetros ao norte de Cuiabá) segue liderando o ranking estadual dos maiores exportadores de 2014. A soja é a principal commodity da pauta do município. De janeiro a junho foram faturados US$ 908,51 milhões, 0,44% mais que em igual momento do ano passado, US$ 904,53 milhões.

Na segunda colocação está Rondonópolis (210 quilômetros ao sul de Cuiabá) com receita incrementada em 32,41%, a segunda maior entre os ‘top 5’ do Estado. Conforme dados do Mdic, as exportações somaram US$ 662,99 milhões ante US$ 500,69 milhões na comparação anual.

Na terceira colocação está Nova Mutum (269 quilômetros ao norte de Cuiabá) com a maior expansão percentual do semestre: 49,35%. Os embarques movimentaram US$ 556,10 milhões ante US$ 372,33 milhões.

Na quarta posição está Cuiabá com retração de 13,06% na receita. O faturamento na comparação entre os primeiros semestre de 2014 contra 2013 passou de US$ 559,72 milhões para US$ 486,62 milhões.

Ocupando a quinta colocação está Lucas do Rio Verde (360 quilômetros ao norte de Cuiabá) que também exibe retração na comparação dos acumulados: 13,62%. A receita passou de US$ 412,13 milhões no primeiro semestre de 2013 para US$ 355,98 milhões.

Completam a seleção dos dez maiores exportadores do Estado: Sapezal (US$ 349,82 milhões), Sinop (US$ 301,06 milhões), Campo Novo do Parecis (US$ 290,76 milhões), Diamantino (US$ 272,06 milhões) e Primavera do Leste (US$ 252,99 milhões).
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink