Dieta vegetariana é pior para o meio ambiente, aponta estudo
CI
Agronegócio

Dieta vegetariana é pior para o meio ambiente, aponta estudo

Recursos usados na produção agrícola afetariam mais o planeta
Por: -Leonardo Gottems

Enquanto alguns apontam a pecuária como responsável pelo aquecimento global, um estudo publicado pela Carnegie Mellon University revela que substituir o consumo de carne por frutas, verduras, legumes e frutos do mar pode ser ainda mais prejudicial ao meio ambiente. “Comer alface é até três vezes pior em emissões de gases causadores do efeito estufa do que comer bacon”, afirma o pesquisador Paul Fischbeck.

A lógica é simples: para substituir as calorias oferecidas em apenas 100 gramas de carne, o ser humano deveria comer mais de um quilo de vegetais. Por isso, de acordo com o estudo, os recursos empregados na produção agrícola – tais o uso de energia e água, além da emissão de gases causadores do efeito estufa – afetariam muito mais a saúde do planeta.

“Muitos vegetais comuns exigem mais recursos por caloria do que você imagina. Berinjela, aipo e pepinos são particularmente piores quando comparado a carne de porco ou frango”, explica Fischbeck.

Outra autora da pesquisa, a Ph.D. Michelle Tom ressalta que “existe uma relação complexa entre o meio ambiente e a alimentação. O que é bom e saudável para os humanos, nem sempre é o melhor para o meio ambiente”.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.