Diferentes comportamentos do custo de produção dos insumos em fevereiro
CI
Agronegócio

Diferentes comportamentos do custo de produção dos insumos em fevereiro

Dentre os insumos com maiores variações, houve quedas de 2,2% e 2,3% para os fertilizantes e defensivos
Por:
Para fevereiro, como reflexo das variações nos preços dos insumos, tivemos diferentes comportamentos para o custo de produção, dependendo da exploração e nível tecnológico considerado.

Dentre os insumos que apresentaram as maiores variações em fevereiro, houve quedas de 2,2% e 2,3% para os fertilizantes e defensivos, respectivamente, opostas pelas altas de 1,2%, 2,3% e 3,7% para os alimentos concentrados energéticos, protéicos e produtos veterinários, nesta ordem.


Para os concentrados, destaque para a alta de 8,2% do caroço de algodão em São Paulo. Já para o grupo de produtos veterinários, as ivermectinas foram as que tiveram a maior alta em relação a janeiro, de 8,3%, considerando a cesta de produtos analisada.


Para a pecuária de corte de baixa e de alta tecnologia em fevereiro, o Índice Scot de custo de produção apontou alta de 0,4% e queda de 0,4%, respectivamente. Já para a pecuária leiteira, houve aumento de 0,8%.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.