Difusão de conhecimento na Pareci SuperAgro 2011

Agronegócio

Difusão de conhecimento na Pareci SuperAgro 2011

As palavras de ordem são diversificação, integração e sustentabilidade
Por:
792 acessos
As palavras de ordem são diversificação, integração e sustentabilidade. Baseados neste tripé, começa nesta segunda-feira (18) a quarta edição da Pareci SuperAgro 2011 que vai até sexta-feira (21), no município de Campo Novo dos Pareci (396 Km a Noroeste de Cuiabá).


Lançado pelo Sindicato Rural de Campo Novo em novembro de 2007, a feira tecnológica, além da produção e difusão de tecnologia, também foca os negócios como fator preponderante para prosperar e, definitivamente, consolidar-se como o maior evento do gênero no Estado.

De acordo com o coordenador do evento, Antônio de la Bandeira, os objetivos são proporcionar a difusão de tecnologia na área da produção agropecuária; fomentar a realização de negócios; incentivar a diversificação e melhoria da produção agropecuária; promover a verticalização da produção e o desenvolvimento regional. O evento foi criado com a intenção de preencher a lacuna deixada pelo cancelamento da Agrishow Cerrado, que acontecia em Rondonópolis e foi definitivamente cancelada.


Outro evento importante que acontece ainda neste primeiro semestre é a 2ª edição do "Famato em Campo", promovido pelo Sistema Famato. Agendado para junho, busca mostrar exemplos bem-sucedidos de propriedades rurais que utilizam tecnologia e soluções alternativas para produzir com qualidade e sustentabilidade, melhorando a rentabilidade.

As propriedades selecionadas para este ano são a estância Anna Sophia, em Cuiabá, Fazenda Irmãos Santos, em São José dos Quatro Marcos, e a fazenda Delicious Fish, que fica no distrito de Primaverinha, entre os municípios de Lucas do Rio Verde e Sorriso.


O presidente do Sistema Famato, Rui Prado, explica que o objetivo é proporcionar aos visitantes conhecimento e soluções tecnológicas para reduzir custos de produção e aumentar a produtividade tanto na agricultura como na pecuária. O evento é gratuito e destinado para produtores rurais, pesquisadores, técnicos, acadêmicos, empresários, lideranças do agronegócio e jornalistas.

O público vai conhecer o sistema produtivo e a tecnologia adotada em cada propriedade. Na estância Anna Sophia, de propriedade de Arno Schneider, por exemplo, que sediará pela primeira vez o evento, os pecuaristas receberão informações para modernizar a pecuária. O dia de campo será dividido em três momentos importantes com palestras sobre o boi de ciclo curto, adubação de pastagens e sistema de exploração silvipastoril (combinação de árvores, pastagem e gado numa mesma área e manejados de forma integrada, com o objetivo de incrementar a produtividade por unidade de área).


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink