Dilma nega anistia a desmatadores

Agronegócio

Dilma nega anistia a desmatadores

A presidente pediu um texto alternativo para pequenos produtores que ocupam APP de rios
Por:
430 acessos
A presidente Dilma Rousseff comandou, na manhã desta segunda-feira (23), uma reunião para debater o Código Florestal, que deve ser votado hoje no plenário da Câmara. Na reunião, a presidente deixou claro que não aceitará nenhuma proposta que signifique anistia aos desmatadores. Também pediu um texto alternativo para pequenos produtores rurais que ocupam Áreas de Preservação Permanentes (APP) de rios. Segundo um dos ministro que participou da reunião, a presidente deixou claro que não aceitará a solução defendida pela emenda subscrita por nove partidos e que prevê regulamentação das APPs no corpo do projeto.


Dilma, que não gostaria de ser lembrada como a presidente que deu aval ao desmatamento, chamou ao seu gabinete a cúpula do governo, entre eles o vice-presidente, Michel Temer, e os ministros Antonio Palocci (Casa Civil), Izabella Teixeira (Meio Ambiente) e Wagner Rossi (Agricultura), entre outros. Até a noite, Palocci havia se comprometido a levar à presidente uma solução para o impasse sobre a questão dos ribeirinhos. Apesar de ser firme contra os desmatadores, Dilma adiantou que quer abrir exceção para propriedades de até quatro módulos que ficam em áreas de preservação de forma a não inviabilizar a agricultura familiar.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink