Diretor técnico do Irga abre o Fórum da Abertura com a apresentação dos novos rumos do Instituto
CI
Agronegócio

Diretor técnico do Irga abre o Fórum da Abertura com a apresentação dos novos rumos do Instituto

Diretor técnico do Irga realiza palestra na 26ª Abertura Oficial da Colheita do Arroz
Por:

Os avanços que o Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga) está obtendo e a nova forma de posicionamento da autarquia foi o tema da palestra “Novos rumos” do diretor Técnico do Instituto, Maurício Fischer, na abertura do Fórum Técnico, na tarde de quinta-feira (18), primeiro dia de programação da 26ª Abertura Oficial da Colheita do Arroz, no parque Doutor Lauro Dornelles, em Alegrete.

Fischer falou a um auditório lotado de produtores e técnicos que foram prestigiar o evento e buscar as últimas novidades do setor. Segundo ele, o trabalho de gestão com atendimento à capacitação para os produtores é um dos propósitos tanto do Irga, quanto da Farsul e Federarroz. Ele mencionou também as parcerias que estão em andamento, para o desenvolvimento da pesquisa pública, seja para novas cultivares, melhoramento genético, manejos, sustentabilidade ambiental e financeira da lavoura, entre outras.

O diretor técnico citou parcerias realizadas junto a instituições como Basf, Ciat, Flar, Embrapa, UFRGS, Inia, entre outras, para entre outros objetivos, auxiliar produtores que tenham suas áreas infestadas com arroz vermelho, com resistência a herbicidas, infestação por caramujos, entre outros. Também destacou o relançamento do selo ambiental e criação de programa de rastreabilidade e de plataforma de informações aos produtores.

Em seguida, o gerente da Divisão de Pesquisas do Irga, de Cachoeirinha, Rodrigo Schoenfeld, falou sobre a situação da colheita no Rio Grande do Sul, que fechou esta semana, 2,5% da área colhida, com uma produtividade média de 7.426 quilos por hectare. Em Alegrete, 4% da área está colhida e a média é de 7.980 quilos por hectare. Schoenfeld também falou sobre as perdas ocasionadas pelo excesso de chuvas no final do ano passado e anunciou a perda de de 15% estimada pelo Irga na produção da safra 2015/2016 em relação ao ano passado.

Ele ainda destacou as qualidades da cultivar Irga 424 RI como mais uma ferramenta para ser utilizada conforme as recomendações do sistema Clearfield. “Há uma epidemia de Brusone no Rio Grande do Sul e a melhor ferramenta genética resistente à doença é a 424 RI”, afirmou, ressaltando que até o momento não relatou a doença. Disse ainda que existe uma oferta de sementes oficiais para 90% da área do Rio Grande do Sul, mas que 30% está indo para fora do Estado.

O Irga e seus técnicos estão até sábado (20), na abertura da colheita para atender os produtores e tirar suas dúvidas, tanto na Vitrine Tecnológica onde foram conduzidos três experimentos de arroz e três com soja e no seu estande institucional, junto à entrada principal do parque.

Nesta sexta-feira (19),  a participação do Irga na 26ª Abertura Oficial da Colheita do Arroz ocorre a partir das 7h30min, com o roteiro na Vitrine Tecnológica, orientado pelos técnicos do instituto. Às 19h30min, haverá o lançamento do Programa de Valorização do Arroz, com o diretor comercial Tiago Barata, no restaurante do parque.

Em seguida, haverá o coquetel de entrega das homenagens a dez homens e mulheres que se destacam no cenário do agronegócio. O gerente da Divisão de Assistência Técnica, Athos Gadea, será um dos destacados.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.