Divulgadas propostas selecionadas para pesquisa em agricultura familiar em Mato Grosso

Agronegócio

Divulgadas propostas selecionadas para pesquisa em agricultura familiar em Mato Grosso

O edital foi elaborado baseado nos projetos técnicos de cadeias produtivas
Por:
853 acessos

O edital foi elaborado baseado nos projetos técnicos de cadeias produtivas

O Governo de Mato Grosso divulgou, nesta semana, a lista de propostas aprovadas no edital induzido da Fundação de Amparo à Pesquisa (Fapemat) – 038/2016 para pesquisas sobre desenvolvimento e transferência de tecnologias na agricultura familiar. O edital foi elaborado baseado nos projetos técnicos de cadeias produtivas da Secretaria de Estado de Agricultura Familiar e Assuntos Fundiários de Mato Grosso.

Além de apoiar o desenvolvimento da pequena agricultura, o objetivo do edital é que essas propostas apontem soluções de problemas, ferramentas e metodologias modernas e inovadoras na agricultura familiar. Os cinco projetos aprovados pelo edital para pesquisa em grupo, abordam os seguintes tema: Inovação e tecnologia social na recuperação de agroindústrias da agricultura familiar; Produtividade e qualidade de frutos de novas cultivares enxertadas de maracujazeiro azedo cultivadas em estufa e adensadas; Fungos sapróbios e extrato de própolis na indução de resistência contra doenças e qualidade tecnológica do maracujá, Pró-tomate: desenvolvimento e transferência de tecnologias aplicadas a tomaticultura Matogrossense; Malhas agrícolas no desempenho agronômico de cultivares de alface e tomate no Vale do Rio Cuiabá; Uso de ingredientes não convencionais nas rações de juvenis de pirarucu como alternativa viável para piscicultores regionais em sistema de criação intensivo e semi-intensivo de pirarucu (Arapaima gigas)”.

“Sugerimos este edital em reuniões com a Secitec e Fapemat desde o ano passado, pois acreditamos que o Estado deve estimular pesquisas e estudos que visam qualificar os projetos técnicos de apoio à agricultura familiar. Felizes com o resultado dos temas que serão pesquisados e com certeza irá ajudar a nortear políticas públicas para as cadeias produtivas”, comentou o secretário de Estado de Agricultura Familiar, Suelme Fernandes.

As propostas aprovadas serão financiadas com recursos de capital e custeio, no valor global estimado em R$ 500 mil oriundos da Fapemat e Programa de Desenvolvimento Cientifico e Tecnológico.

Segundo o analista da Seaf, professor Luciano Ferreira, que é especialista em horticultura, as cadeias produtivas e temáticas da Seaf foram priorizadas neste edital, como a cafeicultura, piscicultura, fruticultura, olericultura e agroindústrias. “Este é o diferencial do edital induzido”, ressaltou.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink