Divulgados os vencedores do 2º Prêmio TOP ETANOL

Agronegócio

Divulgados os vencedores do 2º Prêmio TOP ETANOL

Foram ao todo 258 trabalhos inscritos
Por: -Janice
4114 acessos
Durante cerca de 30 dias, experientes profissionais de Imprensa, especialistas na área de Inovação Tecnológica e ainda reconhecidos doutores do meio acadêmico, tiveram a difícil tarefa de avaliar os trabalhos do 2º Prêmio TOP ETANOL, uma iniciativa do Projeto AGORA.

Foram ao todo 258 trabalhos inscritos, sendo 72 de Jornalismo, 82 Fotografias, 85 dissertações acadêmicas e 19 exemplos de Inovação Tecnológica. Nesta edição do Prêmio, o número de inscrições foi quase 20% superior ao da primeira edição. O concurso está subdivido em dez categorias e vai distribuir um total de R$ 87.100,00 (oitenta e sete mil e cem reais) em valores brutos.

"Para nós é uma grande satisfação atestar o grau que atingimos neste 2º Prêmio TOP Etanol. Houve uma quase unanimidade entre os membros das comissões julgadoras sobre o avanço em termos de qualidade que tivemos nos trabalhos submetidos," afirma Marcos Jank, presidente da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA), uma das entidades que compõem o Projeto AGORA.

A lista de vencedores do 2º Prêmio TOP Etanol é a seguinte:

MODALIDADE JORNALISMO

01- CATEGORIA JORNALISMO IMPRESSO

Diploma e R$ 10.000,00
Herton Escobar, com o trabalho NA BUSCA POR MAIS ETANOL, CIÊNCIA TENTA REINVENTAR A CANA, publicado no jornal O ESTADO DE S. PAULO

02 - CATEGORIA RADIOJORNALISMO

Diploma e R$ 10.000,00
Murilo Battisti, com o trabalho COOPERATIVA DE MARINGÁ PRODUZ ENERGIA COM BAGAÇO DA CANA, veiculado na RÁDIO CBN MARINGÁ

03- CATEGORIA TELEJORNALISMO

Diploma e R$ 10.000,00
Kellen Severo, Luciana Villar, Alessandra Mello, Robson Custódio, Dângeles Chandre, Sandra Miranda, Diego Mestiço e Anderson Mendonça, com o trabalho CANA-DE-AÇÚCAR NA CONSTRUÇÃO CIVIL, veiculado no programa RURAL NOTÍCIAS do CANAL RURAL.

MODALIDADE FOTOGRAFIA
 
1º LUGAR
Diploma e R$ 5.000,00
Ismar Almeida, com a foto A CAMINHO DO ETANOL

2º LUGAR
Diploma e R$ 3.000,00
Inor J. Assmann, com a foto CAMINHOS DO FUTURO

3º LUGAR
Diploma e R$ 1.000,00
Ricardo Rafael, com a foto PURO COMO ÁGUA
Os autores e trabalhos fotográficos destacados para receberem menção honrosa pela comissão julgadora são os seguintes:

MENÇÃO HONROSA
 
- Marcelo Andrê, com o trabalho PLANTANDO A CANA
- Italo Caldas, com o trabalho ENERGIA DA CANA-DE-AÇÚCAR
- Mário Roberto Vendramini - Aerovendramini, com o trabalho SIMETRIA
- Weimer Carvalho, com o trabalho CARREIROS
- Ricardo Rafael, com o trabalho TEM A CARA DO BRASIL
- Alexandre Reisdorfer, com o trabalho BRAZUCA
- Daniela Rodrigues, com o trabalho CORREDORES ECOLÓGICOS NAS ÁREAS AGRÍCOLAS DA USINA
- Wildes Barbosa, com o trabalho MOLDURA
- André Lins Nóbrega, com o trabalho REAPROVEITANDO O CANAVIAL -VINHAÇA
- Inor J. Assmann, com o trabalho TRANSPORTANDO ENERGIA
- Moisés Eustáquio, com o trabalho INTERAÇÃO INDÚSTRIA E MEIO AMBIENTE
- Rêmulo Araújo Carvalho, com o trabalho PRODUTIVIDADE E SUSTENTABILIDADE: AS CORES DA BANDEIRA DO DESENVOLVIMENTO
- Fred Veras, com o trabalho PÔR-DO-SOL NO CAMPO
- João Carlos Nascimento Ferreira, com o trabalho GESTÃO AMBIENTAL: GUIADA PELOS VALORES ÉTICOS
- Evandro Rocha, com o trabalho CAMINHOS DA SUSTENTABILIDADE
- Pedro Revillion, com o trabalho COMBUSTÍVEL VERDE
- Marcio Salata, com o trabalho PARA MOVER SUA VIDA

MODALIDADE DE TRABALHOS ACADÊMICOS

01- CATEGORIA PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU E GRADUAÇÃO

PRIMEIRO LUGAR

Diploma e R$ 5.000,00
Laís Forti Thomaz, da UNESP - Universidade Estadual Paulista, Campus de Botucatu, com o trabalho AS INFLUÊNCIAS DOS PRODUTORES ESTADUNIDENSES DE MILHO NA FORMULAÇÃO DA POLÍTICA DE COMÉRCIO INTERNACIONAL AGRÍCOLA DOS EUA ENTRE 2002 E 2009.

SEGUNDO LUGAR

Diploma e R$ 3.000,00
Elaine Corrêa Daubermann, da Universidade de São Paulo - USP, Campus de Ribeirão Preto, com o trabalho IMPACTOS DA POLÍTICA AMBIENTAL CALIFORNIANA SOBRE A PRODUÇÃO DE ETANOL E O USO DA TERRA NO BRASIL.

TERCEIRO LUGAR

Diploma e R$ 1.000,00
Victor Rafael Fernandes Alves, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN, com o trabalho ASPECTOS JURÍDICO - AMBIENTAIS DA CADEIA PRODUTIVA DO BIODIESEL
02- CATEGORIA PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU

PRIMEIRO LUGAR

Diploma e R$ 5.000,00
Kevin Begcy Padilha Suarez e Marcelo Menossi Teixeira da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP, com o trabalho ANÁLISE FUNCIONAL DE GENES DE CANA-DE-AÇÚCAR E A.THALIANA ASSOCIADOS A ESTRESSE HÍDRICO E SALINO EM TABACO TRANSGÊNICO.

SEGUNDO LUGAR

Diploma e R$ 3.000,00
Jonas Nolasco Junior, da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP, com o trabalho EFICIÊNCIA DE PROCESSO TÉRMICO PARA MOSTOS À BASE DE CALDO DE CANA E MELAÇO NA PRODUÇÃO DE BIOETANOL.

TERCEIRO LUGAR

Diploma e R$ 1.000,00
José Mário Ferreira de Andrade, da Escola de Economia de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas - FGV, com o trabalho CONSTRUÇÃO DE UM INDICE DE SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL PARA A AGROINDUSTRIA PAULISTA DA CANA-DE-AÇÚCAR - ISAAC.

03- CATEGORIA TRABALHOS ACADÊMICOS PUBLICADOS

PRIMEIRO LUGAR
Diploma e R$ 5.000,00
Bernardo Friedrich Theodor Rudorff, Daniel Alves de Aguiar, Wagner Fernando da Silva, Luciana Miura Sugawara, Marcos Adami e Maurício Alves Moreira, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais - INPE, com o trabalho STUDIES ON THE RAPID EXPANSION OF SUGARCANE FOR ETHANOL PRODUCTION IN SÃO PAULO STATE (BRAZIL) USING LANDSAT DATA, publicado no Remote Sensing.

SEGUNDO LUGAR

Diploma e R$ 3.000,00
Marcelo Valadares Galdos, Carlos Clemente Cerri, Carlos Eduardo P. Cerri, Keith Paustian e Rianto Van Antwerpen, da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz - ESALQ, da Universidade de São Paulo - USP, com o trabalho SIMULATION OF SOIL CARBON DYNAMICS UNDER SUGARCANE WITH THE CENTURY MODEL, publicado na Soil Science Society of America Journal.

TERCEIRO LUGAR

Diploma e R$ 1.000,00
Nivaldo Schultz, Eduardo Lima, Marcos Gervasio Pereira e Everaldo Zonta, da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro - UFRRJ, com o trabalho EFEITO RESIDUAL DA ADUBAÇÃO NA CANA PLANTA E DA ADUBAÇÃO NITROGENADA E POTÁSSICA NA CANA-SOCA COLHIDAS COM E SEM A QUEIMA DA PALHADA, publicado na Revista Brasileira de Ciência do Solo.

MODALIDADE DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA

01- CATEGORIA ENERGIA INDUSTRIAL
Diploma e R$ 5.000,00
Fernando Cezar Juliatti, Adão Divino Aguiar, Bruno Cesar Juliatti, Evandro Ribeiro Manzan, da Universidade Federal de Uberlândia - UFU, com o trabalho PRODUÇÃO ETANÓLICA COM O FÁRMACO FITOQUÍMICO "SPA" (SUPERIOR PRODUÇÃO ALCÓOLICA)

02- CATEGORIA INSUMO INDUSTRIAL PARA PRODUÇÃO DE BIOPLÁSTICOS
Diploma e R$ 5.000,00
Luiza Roza, Antonio Morschbacker e Rodrigo Belloli, da BRASKEM, com o trabalho POLIETILENO VERDE

03- CATEGORIA TRANSPORTES
Diploma e R$ 5.000,00
Renato Mastrobuono, Giovanni Vilano, Rodrigo Pacheco e Sidney Oliveira, da IVECO LATIN AMERICA, em parceria com FTP POWERTRAIN TECHNOLOGIES e BOSCH, com o trabalho O PRIMEIRO CAMINHÃO ETANOL-DIESEL DO MUNDO
MENÇÃO HONROSA DE INOVAÇÃO
Rodrigo Reggiani e Júlio César Rocha, da Agrologis, empresa pertencente ao Grupo Daiken, com o trabalho SISTEMA LOGÍSTICO CANAVIEIRO AGROLOGIS
Comissão Julgadora
Integraram a Comissão responsável pela análise dos trabalhos jornalísticos e fotográficos os jornalistas Alcides Ferreira, Diretor de Comunicação da BM&FBovespa; Carlos Eduardo Lins da Silva, colaborador da Folha de S. Paulo; Gloriete Treviso, Diretora da Treviso Comunicação; Niels Glogowski, Diretor/Proprietário da Bondorff Produções e Roseli Tardelli, Diretora da Agência de Notícias da Aids.

A comissão responsável pela escolha dos trabalhos acadêmicos foi integrada novamente pelos professores Geraldo Barros, coordenador científico do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea-USP); Isaías Macedo de Carvalho, pesquisador do Núcleo Interdisciplinar de Planejamento Energético da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp); Luiz Augusto Horta Nogueira, consultor da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal/ONU) e professor da Universidade Federal de Itajubá (Unifei).

A comissão de Inovação Tecnológica foi integrada por Alfred Szwarc, consultor de emissões e tecnologia da Unica, Francisco Nigro, pesquisador do Instituo de Pesquisas Tecnológicas - IPT e Luis Augusto Cortez, professor da Unicamp.

PROJETO AGORA

O Projeto AGORA é uma das maiores iniciativas de comunicação integrada já implantadas no Brasil, unindo empresas e entidades que fazem parte da cadeia produtiva da cana-de-açúcar. O Projeto já conta com apoio das empresas Itaú-Unibanco, Monsanto, Amyris, Basf, BP, Dedini, FMC e SEW Eurodrive, além das entidades ALCOPAR (Associação dos Produtores de Bioenergia no Estado do Paraná); BIOSUL (Associação dos Produtores de Bioenergia do Mato Grosso do Sul); SIAMIG (Sindicato da Indústria de Fabricação do Etanol no Estado de Minas Gerais); SIFAEG (Sindicato da Indústria dos Fabricantes de Etanol do Estado de Goiás); SINDALCOOL/MT (Sindicato das Indústrias Sucroalcooleiras de Mato Grosso); SINDALCOOL/PB (Sindicato da Industria de Fabricação de Álcool do Estado da Paraíba); SINDAÇÚCAR (Sindicato da Indústria do Açúcar e do Álcool no Estado de Pernambuco); ORPLANA (Organização dos Plantadores de Cana da Região Centro-Sul); CEISE BR (Centro Nacional das Indústrias do Setor Sucroalcooleiro) e a UNICA.

Este ano, o Projeto AGORA, será parceiro especial no Ethanol Summit 2011, que está marcado para os dias 6 e 7 de junho no hotel Grand Hyatt, em São Paulo.

As informações são de assessoria de imprensa.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink