DLL prevê crescimento das operações de crédito direto no Show Rural Coopavel 2019

Show Rural

DLL prevê crescimento das operações de crédito direto no Show Rural Coopavel 2019

Instituição financeira espera crescimento de até 30% nas operações totais durante a feira
Por:
76 acessos

Primeira grande vitrine de tecnologia em máquinas agrícolas do ano, o Show Rural Coopavel – de 04 a 08 de fevereiro - deve marcar mudanças no perfil de crédito tomado pelos produtores rurais. Ao contrário de anos anteriores, onde o crescimento percentual foi maior nas linhas Finame subsidiadas pelo governo dentro do Plano Agrícola e Pecuário, em 2019 essa elevação deve migrar para modalidades alternativas como o CDC (Crédito Direto ao Consumidor).

O crédito traz como vantagem competitiva a flexibilização, parcelas fixas e taxas de juros próximas às operadas no crédito subsidiado. A aposta é de José Luis Campos, superintendente comercial do DLL, que prevê um crescimento de 20% a 30% nas vendas durante a feira, considerando todas as linhas de crédito disponibilizadas pelo banco de fábrica de múltiplos fabricantes de máquinas e equipamentos agrícolas. “As linhas CDC são uma alternativa ao modo tradicional de crédito e cada vez mais se mostram atrativas também por serem opções menos burocráticas e mais customizáveis”, afirma o executivo. O DLL, que representa marcas como Valley, Kepler Weber, Kuhn, Jacto, LS Tractor, Lindsay, Jan, Landini e Mahindra estará no Show Rural com soluções personalizadas e taxas atrativas pré-fixadas por meio do CDC, além das modalidades tradicionais via BNDES, como Moderfrota, Pronaf e Moderinfra.

Por conta de um novo cenário, a expansão de vendas prevista para esta edição em relação à feira do ano passado considera a confiança do setor agrícola com os rumos da economia brasileira.  “Onde tem otimismo há mais investimentos e certamente as soluções em crédito de curto prazo mais flexíveis é o que promete alavancar as vendas especialmente entre os produtores mais capitalizados”, pontua Campos.  O banco fechou 2018 com uma expansão de 15% nas operações de CDC, o que sinaliza que a busca pela modalidade deve continuar crescendo sobretudo num cenário de taxa Selic baixa, hoje na casa dos 6,5% ao ano.

Outro ponto que favorece a procura pelo CDC é o esgotamento de linhas subsidiadas do Plano Agrícola, que se deu pelo crescimento das contratações ainda em 2018, por isso, o CDC se coloca atualmente como a opção mais viável para quem busca curto prazo e velocidade no fechamento do negócio. “É a certeza que a máquina estará no campo dentro do prazo que o produtor precisa. Hoje em dia ninguém quer perder o período de plantio por conta de burocracia. A diferença dos juros entre operações Finame e CDC é paga - e com sobra - com a colheita de uma safra a mais”, exemplifica.

 A escassez em crédito com juro controlado poderá ser uma realidade já no Show Rural Coopavel, atingindo praticamente todas as linhas tradicionalmente requisitadas em feiras, como o Moderfrota, que respondeu por 60% do total financiado pelo DLL ao longo de 2018, e o Pronaf, que passou a ser operada pelo DLL no segundo semestre de 2018. “A expectativa é que ocorra uma suplementação orçamentária pelo novo governo”, afirma Campos, que espera bons resultados em Cascavel também pelo fato de a feira ser uma das poucas com a garantia de disponibilidade de recursos com juros do Plano Agrícola.  

Campanha de seguros

Os produtores que financiarem através do DLL ainda terão à disposição uma condição especial de seguros. A DLL Corretora de Seguros e a Indiana Seguros oferecerão 1 ano de cobertura grátis para contratação de seguros a partir de 2 anos, podendo chegar a 5 anos de vigência pelo preço de 4.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink