Dólar segue balizando preço da soja
CME MILHO (DEZ/20) US$ 3,676 (-0,11%)
| Dólar (compra) R$ 5,47 (1,26%)

Imagem: Leonardo Gottems

MERCADO BRASIL

Dólar segue balizando preço da soja

No Rio Grande do Sul os preços no porto recuaram mais trinta centavos/saca
Por: -Leonardo Gottems
634 acessos

Segundo apurou a pesquisa diária do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, da USP), os preços da soja no mercado físico brasileiro fecharam a terça-feira (14.07) com preços médios da soja nos portos do Brasil sobre rodas para exportação subindo 1,00% nos portos, para R$ 115,01/saca (contra R$ 113,87/saca do dia anterior). Com isto a perda acumulada nos portos neste mês ficou em 0,27%.

A T&F Consultoria Agroeconômica aponta que no Rio Grande do Sul os preços no porto recuaram mais trinta centavos/saca: “Com a nova queda do dólar, os preços da soja disponível sobre rodas no porto gaúcho de Rio Grande registraram novo recuo de cinqüenta centavos para R$ 117,50, contra R$118,00 do dia anterior, para pagamento em agosto. Soja futura, para pagamento no final de maio de 2021 recuou 2 reais/saca para R$ 107,00, contra R$ 109,00 no porto e foi cotada a R$ 109,00 para junho de 2021”.

“Já no interior, o recuo do dólar manteve os exportadores novamente de fora da disputa com a indústria, que mesmo assim, manteve os mesmos preços de R$ 114,50 em Passo Fundo, para pagamento em setembro, R$114,00 em Ijuí e R$ 114,50 em Passo Fundo”, complementam os analistas da T&F. 

No Paraná vendedor conseguiu a R$ 115 FOB soja na sexta para final de setembro e se mantém fora, esperando voltar: “Mesmo com o dólar altamente volátil, mas fechando em nova queda de 0,94%, o mercado de soja no Paraná se manteve inalterado. Para exportação, em Paranaguá, o preço permaneceu inalterado em R$ 116,00, para entrega e pagamento em agosto e para entrega e pagamento em setembro a indicação subiu 2 reais/saca para R$ 117,00, contra R$ 115,00/saca do dia anterior”.

CHINA

Ainda de acordo com a T&F Consultoria Agroeconômica, os embarques de soja brasileira em outubro de 2020 também foram negociados a 221 c/bu em relação aos futuros de novembro: “Os compradores chineses estavam comparando em grande parte as opções entre a nova safra do Golfo dos EUA e os embarques brasileiros da safra velha para setembro e outubro deste ano”.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink