Drones no monitoramento de pragas de citros. ENTENDA
CI
Imagem: David Bartels, USDA
INSPEÇÃO

Drones no monitoramento de pragas de citros. ENTENDA

O uso da ferramenta permitiu identificar áreas em que os pomares apresentavam diferentes colorações, indicando clorose causada por alguma doença ou causa ambiental, como estiagem
Por: -Aline Merladete

Servidores da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr) utilizaram pela primeira vez drones no trabalho de campo, durante a inspeção de pomares de culturas cítricas nos municípios de Constantina, Liberato Salzano e Iraí, na regional de Palmeira das Missões. A fiscalização ocorreu entre os dias 14 e 18 de março de 2022. 

O uso da ferramenta permitiu identificar áreas em que os pomares apresentavam diferentes colorações, indicando clorose causada por alguma doença ou causa ambiental, como estiagem. Após a tomada de imagens aéreas foi realizada a inspeção das plantas suspeitas e também aleatoriamente em todos os talhões dos pomares. Trinta pomares comerciais foram inspecionados para verificar a presença de pragas como Cancro cítrico(Xanthomonas citri subsp. citri),Diaphorina citri, inseto vetor da doença Greening e a Mosca Negra dos Citros(Aleurocanthus woglumi). 

O estabelecimento e a manutenção do status fitossanitário relativo às pragas que atacam espécies frutíferas de citros, especialmente o Sistema de Mitigação de Risco ao Cancro cítrico (Xanthomonas citri subsp. citri), ficam condicionadas aos levantamentos fitossanitários realizados pela Secretaria no Rio Grande do Sul.

“A realização dos levantamentos fitossanitários oficiais é fundamental para a manutenção do sistema de certificação fitossanitária de origem dos frutos cítricos oriundos desses produtores gaúchos de limões, limas ácidas, laranjas e bergamotas”, destaca a engenheira agrônoma Rita Antochevis, chefe da Divisão de Defesa Sanitária Vegetal (DDSV) da Seapdr.

Isso permite que as unidades de produção certificadas possam alcançar mercados consumidores em outros estados e países, por meio da Permissão de Trânsito Vegetal (PTV),  garantindo a qualidade e a sanidade dos frutos comercializados.

as informações são da Seadpr.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.