Em Minas, frango vivo enfrenta recuo de mais 15 centavos
CI
Agronegócio

Em Minas, frango vivo enfrenta recuo de mais 15 centavos

São Paulo manteve a cotação anterior
Por:
Pela segunda vez neste ano, o frango vivo comercializado em Minas Gerais volta a registrar cotação inferior à registrada no interior paulista. Ontem, o mercado mineiro operou com uma redução de 15 centavos, o que fez com que o frango vivo de Minas Gerais fosse negociado por R$2,10/kg. São Paulo, embora operando em mercado igualmente fraco, manteve a cotação anterior de R$2,20/kg.


É fato raro (raríssimo) o preço praticado em Minas Gerais situar-se abaixo do de São Paulo. Tanto que, nos últimos 12 meses, isso só havia ocorrido uma vez e por breve período, nos primeiros dias de 2013 e com uma diferença de cinco centavos. Agora, a diferença está em 10 centavos, valor que dá a exata medida das péssimas condições do mercado do frango vivo em Minas Gerais – uma situação que se aplica também a São Paulo e que, igualmente, tende a enfrentar mais baixas.

A realidade, por ora, é o que o frango negociado em Minas Gerais está recebendo remuneração quase um terço menor que a alcançada pouco mais de 60 dias atrás, já que entre 24 de janeiro e 12 de fevereiro as transações com o produto foram realizadas à base de R$3,05/kg, mesmo valor registrado no início do ano.


São Paulo, por sua vez, registra índice de perda menor (-26,67%). Mas continua com um preço médio no ano (R$2,76/kg) inferior ao de Minas Gerais (R$2,84/kg), pois desde o início de 2013 não obteve uma alta sequer, fato que não ocorreu com os produtores mineiros.

Iniciada a segunda quinzena de abril e consideradas a relação oferta/procura até aqui registrada, fica difícil uma reversão do atual quadro ou, mesmo, uma simples estabilização. Ou seja: as quedas tendem a continuar.

Vale anotar, a esta altura, que a redução de preços do frango vivo é fato corriqueiro de março para abril. Assim, considerada a média dos últimos 10 anos, a pior remuneração foi obtida exatamente no mês de abril. A única diferença é que, por essa média, a redução enfrentada não vai muito além de 3%. Já neste momento, o preço médio do frango vivo se encontra pelo menos 15% abaixo da média de março passado.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.