Agronegócio

Em Minas, frango vivo obtém terceiro reajuste do mês

O frango vivo comercializado no interior paulista permanece há quase um mês com a mesma cotação, a ave viva negociada em MG obteve ontem o terceiro reajuste de julho. 
Por:
304 acessos

Enquanto o frango vivo comercializado no interior paulista permanece há quase um mês com a mesma cotação (R$2,95/kg), a ave viva negociada em Minas Gerais obteve ontem (12) o terceiro reajuste de julho. 

De cinco centavos, como os dois anteriores, o novo ajuste eleva o preço do mercado mineiro para R$3,10/kg, o que representa valorização de quase 7% sobre a cotação vigente 30 dias atrás (R$2,90/kg em 12 de junho passado).

Além disso, os R$3,10/kg atuais correspondem ao retorno à cotação inicial de 2016, resultado que ainda não foi observado entre os paulistas, para quem os preços obtidos não conseguiram retornar aos níveis registrados no começo do presente exercício.

Aliás, ainda que o frango abatido esteja, no momento, alcançando o maior valor nominal de 2016 no atacado da cidade de São Paulo, o mercado paulista do frango vivo permanece entre calmo e fraco, com negócios ainda abaixo do preço de referência. 

Esse comportamento é indicativo de que os abatedouros operam segundo as justas necessidades do consumo (sem dúvida restrito), gerando excedentes de aves vivas que aviltam as negociações e impedem que o setor produtivo obtenha justa remuneração.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink