Em São Paulo frango vivo obtém a primeira alta do semestre
CI
Agronegócio

Em São Paulo frango vivo obtém a primeira alta do semestre

Frango vivo no interior paulista obteve alta de cinco centavos
Por:

No dia 22, o frango vivo disponibilizado no interior paulista obteve alta de cinco centavos, sendo negociado por R$2,25/kg. O produto de Minas Gerais não ficou imune a esse movimento: obteve, também, reajuste de cinco centavos, sendo comercializado por R$2,40/kg.

A despeito do ajuste similar, o desempenho do frango vivo nas duas praças continua sendo bastante distinto. O de ontem, foi o terceiro ajuste de cinco centavos obtido pelo frango mineiro neste mês. Já o frango paulista tem apenas seu primeiro aumento do semestre. E, não fosse o ajuste de ontem, teria completado 30 dias sem qualquer alteração no preço.

Uma semana atrás (16), ao referir-se à primeira alta registrada em Minas Gerais, o AviSite observou que só o momento do mês (segunda quinzena) poderia impedir “eventual valorização do frango paulista”, pois, já naquela ocasião, o mercado começava a firmar-se, passando a apresentar maior equilíbrio entre oferta e procura. Pois essa condição se acentuou nesta semana - não pelo aumento da demanda e, sim, por diminuição da participação das integrações no mercado independente do frango vivo.

Porém, conforme a Jox Assessoria Agropecuária, o que mais contribuiu para a alta verificada ontem em São Paulo foi o aumento de demanda apresentado pelos abatedouros de Minas Gerais – sem dúvida ciosos em aproveitar a diferença de 15 centavos entre as duas praças.

Isto, claro, deveria ter curta duração, já que a demanda inesperada “puxou” para cima a cotação de São Paulo. Mas como Minas Gerais acompanhou no mesmo passo e a diferença de 15 centavos persiste, nada impede que o movimento tenha continuidade.

Não só isso, entretanto. O frango que está ficando pronto para o abate no momento corresponde a aves que enfrentaram as primeiras ondas (fortes) de frio do presente inverno e/ou que foram alojadas a partir da semana de início da Copa do Mundo (segunda de junho), ocasião em que toda a logística do setor (inclusive na criação) começou a ser totalmente subvertida.

Em resumo, a oferta deste final de mês pode ter-se tornado significativamente menor que a das semanas anteriores, processo que tende a se estender pelas próximas semanas. E isso deve abrir espaço para novos ajustes, tanto em São Paulo como em Minas Gerais. Ou seja: agora, nem o momento do mês (segunda quinzena) impede a valorização do frango vivo. 

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink