Emater-MG debate Agricultura Familiar 4.0 durante o Inforuso 2020
CME MILHO (DEZ/20) US$ 3,676 (-0,11%)
| Dólar (compra) R$ 5,47 (1,26%)

Imagem: Pixabay

AGRICULTURA FAMILIAR

Emater-MG debate Agricultura Familiar 4.0 durante o Inforuso 2020

O Inforuso 2020 é considerado um dos maiores do setor de tecnologia
Por:
171 acessos

A Emater-MG será um dos destaques do Inforuso 2020. O evento, que está em sua 37ª edição, é considerado um dos principais da área de tecnologia em Minas Gerais. Pela primeira vez, o Inforuso incluiu o agronegócio na programação e irá abordar “A Tecnologia e Ciência no Agro”. Por causa da pandemia da Covid-19, ele será realizado de forma on-line, de 11 a 14 de agosto.

O diretor-presidente da Emater-MG, Gustavo Laterza, e o diretor técnico da empresa, Feliciano Nogueira de Oliveira, irão participar do painel “Emater 4.0 – Estratégias do Estado de Minas Gerais para uma Agricultura Familiar também 4.0”, no dia 12, a partir das 17 horas. No debate, eles irão esclarecer como a empresa, vinculada à Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), atua para incluir seus funcionários e agricultores familiares no universo das novas tecnologias.

“O agro foi percebido como um segmento importante na absorção, na geração e na multiplicação de tecnologias digitais. É um grande mercado. Vamos falar das ações da Emater-MG junto aos agricultores familiares e dos projetos na linha 4.0 que trabalhamos para a inclusão do setor nesta transformação digital”, afirma Feliciano Nogueira.  

Um dos exemplos citados pelo diretor da Emater-MG é o trabalho feito com agricultores familiares para a comercialização de produtos durante a pandemia, usando ferramentas digitais. Um estudo preliminar da empresa identificou 35 experiências no estado, articuladas pelos técnicos da empresa, nas quais os agricultores usam as redes sociais, aplicativos e sites para escoar a produção e manter a renda familiar.

Segundo o levantamento, cerca de 1,5 mil agricultores aderiram ao sistema de vendas on-line, atingindo mais de 10,6 mil clientes. Os principais produtos comercializados são frutas, hortaliças e produtos processados, como queijos e doces. A pesquisa também identificou que o aplicativo de troca de mensagens WhatsApp é a ferramenta mais utilizada para as negociações. Em 46% das experiências, ele é o único meio utilizado. Já uma parcela de 28% utiliza, além do aplicativo, as redes sociais como Facebook e Instagram. Também há casos de usos de sites, blogs e aplicativos de venda.

Para o gerente da Assessoria em Gestão de Tecnologia da Informação da Emater-MG, Marcos Lopes, é muito importante para a empresa estar inserida nos debates do Inforuso. “O evento tem uma participação muito grande de líderes de tecnologia de inovação do estado. É uma forma da Emater-MG também ser vista pelo público urbano e demonstrar como que o trabalho que ela faz no campo impacta na vida das pessoas nas cidades”, afirma o gerente, que também é membro da diretoria da Sucesu (Sociedade de Usuários de Tecnologia), que promove o evento.

Marcos Lopes será mediador de dois painéis do Inforuso. O primeiro será no dia 12, às 19h55, com o tema “Agricultura Familiar também pode ser 4.0”. O segundo painel está programado para o dia 14, às 19 horas, com o tema “Jovens no Agro – Case de sucesso”.

Mais informações sobre a programação e o link de inscrições para o Inforuso podem ser acessados no site www.sucesuminas.org.br/inforuso/

Emater 4.0

Em dezembro de 2019, foi lançado o Programa Emater 4.0, que tem foco na adequação da empresa às exigências da transformação digital, construindo ferramentas para racionalizar, desburocratizar e tornar os serviços da Emater-MG mais ágeis, diretos e conectados às necessidades do produtor.

O programa abrange uma série de projetos, desde a mudança da cultura da empresa, até o uso de plataformas digitais como o Deméter, um programa que auxilia os técnicos no atendimento aos produtores, tornando mais ágeis a coleta e o processamento de dados no campo.

A Emater-MG também já utiliza drones em trabalhos de mapeamento de propriedades, estudos de zoneamento ambiental produtivo, mapeamento de áreas irrigáveis, entre outros.

O Emater 4.0 faz parte do programa Agritech, do Governo de Minas Gerais, que é coordenado pela vice-governadoria. O Agritech tem o objetivo desenvolver e disponibilizar novas tecnologias que irão contribuir para o desenvolvimento da agropecuária mineira.

Extensão rural digital

Em julho deste ano, a Emater-MG lançou o documento “Mexpar 4.0: Ater digital conectando pessoas”. O texto apresenta e descreve algumas ferramentas digitais aplicáveis ao trabalho de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater), que tem como referência os princípios e valores preconizados pela Metodologia Participativa de Extensão Rural – Mexpar, documento elaborado e publicado pela Emater–MG em 2006.

O documento técnico reitera a manutenção de uma prática já utilizada pelos extensionistas, de troca de saberes e de construção técnica com os agricultores e produtores nas comunidades rurais onde vivem. Agora a metodologia foi atualizada, com a adoção e uso das tecnologias digitais, que potencializam e ampliam a ação extensionista. O documento pode ser acessado clicando aqui.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink