Emater-MG promove capacitação on-line em boas práticas de produção de queijo

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o nosso site e as páginas que visita. Tudo para tornar sua experiência a mais agradável possível. Leia nossos Termos de Uso e Termos de Privacidade. Ao clicar em Aceitar & Fechar, você consente com a utilização de cookies.


CI
Imagem: Marcel Oliveira
EVENTO

Emater-MG promove capacitação on-line em boas práticas de produção de queijo

O curso iniciado neste mês orienta produtores de Queijo Minas Artesanal durante a pandemia
Por:

Com o objetivo de qualificar os produtores de Queijo Minas Artesanal, a Emater-MG iniciou este mês o primeiro curso em formato on-line sobre capacitação em boas práticas agropecuárias e de fabricação de queijo. Os encontros são realizados às terças e quintas-feiras e têm duração de três horas. 

O curso conta com 82 participantes. Segundo a coordenadora estadual da Emater-MG Maria Edinice Rodrigues, a ideia de iniciar a capacitação neste formato surgiu a partir de uma demanda das equipes técnicas que auxiliam os produtores das regiões de Araxá, Triângulo Mineiro e Campo das Vertentes. Por causa da pandemia, o trabalho de acompanhamento e assistência havia sido prejudicado e não poderia ser interrompido. 

“Nós, técnicos, devemos prestar muita atenção a essa particularidade com carinho e respeito porque, de um jeito ou de outro, a tecnologia e as informações corretas precisam estar ao alcance de quem precisa, independentemente de onde esteja”, afirma. 

Durante o curso, palestrantes convidados abordam temas relativos à produção, cuidados com a matéria prima, processamento e a comercialização do queijo, além de assuntos relacionados às exigências da legislação do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) com o intuito de auxiliar e aprimorar o conhecimento sobre a regularização sanitária das queijarias. Assim que os encontros presenciais forem permitidos, também serão realizadas aulas práticas. 

Apesar de ter participado de apenas dois encontros, os produtores já estão otimistas. O casal Andréia Ribeiro de Carvalho e Juliano Dias de Oliveira contam que o curso vai auxiliar, pois começaram a produzir queijo recentemente e possuem muito pouco conhecimento sobre a técnica. “Minha expectativa quanto ao curso é muito grande, porque tenho muito a aprender com os técnicos e produtores experientes, já que nossa história com o Queijo Minas Artesanal é tão recente. Sem o apoio da Emater, não teríamos saído do lugar. Somos muito gratos por esse trabalho”. 

Apesar da pouca experiência, os dois já providenciaram a criação de rótulos para embalar os queijos e estão construindo a queijaria na propriedade. 

A produtora Elimar Cândida Gomes também é iniciante e sabe que encontrará muitos desafios, mas está disposta a se qualificar. “Tenho muitas expectativas, pois prezo por um produto final de qualidade e para que isso aconteça preciso ter uma excelente sanidade dos animais. Penso que o curso vem para dar um suporte nessa parte”, afirma. 

O curso terá oito encontros virtuais, com encerramento previsto para o início de maio. A técnica Gisele Cintra explica que ainda não há previsão para a abertura de uma nova capacitação, mas como a adesão foi bastante significativa, há proposta para que ocorra outra em breve.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink