Emater/RS-Ascar confirma segunda maior safra da história do RS
CI
Agronegócio

Emater/RS-Ascar confirma segunda maior safra da história do RS

Resultado totaliza 26,38 milhões de toneladas
Por:
A Emater/RS-Ascar divulgou, nesta quinta-feira (09/05), os números referentes à safra de grãos de verão 2012/2013, confirmando a projeção de uma excelente produção para o Rio Grande do Sul. Com a colheita do feijão 1ª safra já encerrada e das demais culturas encaminhando-se para o final, restando ainda o feijão da 2ª safra com 25% de área colhida, pode-se afirmar que a atual safra configura-se como a segunda maior já colhida no Estado com os principais grãos de verão, totalizando 26,38 milhões de toneladas, colocando-a muito próxima da safra recorde de 2011, quando foram colhidos 26,55 milhões de toneladas com os mesmos grãos. 

O destaque desta supersafra fica por conta da soja. Com os bons rendimentos das variedades de ciclo médio e tardio, os quais ficaram, em alguns casos, acima dos 3 mil quilos por hectare, o Rio Grande do Sul colherá a maior safra da história, com a produção chegando a 12,388 milhões de toneladas, o que representa cerca de 9% a mais que a estimativa inicial. 

Nesta cultura, também foram observados aumento na área plantada, que passou para 4.602.415 de hectares – cerca de 200 mil hectares a mais em relação à estimativa inicial divulgada pela Emater/RS-Ascar em março - e na produtividade média, que ficou em 2.692 quilos por hectare. A amostra contabilizou informações de 318 municípios produtores, o que representa 92% do total. 

O levantamento constatou também, na cultura do milho, aumento na produtividade média em âmbito estadual, que passou para 5.189 quilos por hectare. Como consequência, houve incremento na produção, ficando em 5,471 milhões de toneladas. Em relação à área plantada, não foram observadas alterações. Os dados foram coletados em 377 municípios produtores, o que representa 94% do total semeado com milho no Estado. 

Na cultura do arroz, houve aumento na área plantada, passando de 1,008 milhão de hectares para 1,077 milhão de hectares. Por consequência, houve alteração na produtividade média estadual e na produção total, que ficará em 8.423.459 de toneladas, o que representa incremento de 9,5% em relação à safra de 2012. O universo pesquisado foi de 79 municípios, que cobrem 83% da área cultivada. 

Já para a 2ª safra do feijão, nos 122 municípios produtores de feijão pesquisados – cerca de 70% do total - não houve alteração na área em relação à estimativa inicial, permanecendo com 19.268 hectares cultivados. Aumento somente na produtividade e na produção, a qual deverá ficar 30,78% acima da estimativa inicial, totalizando 26,7 mil toneladas. 

“Todo esse potencial da safra de verão, a segunda maior da história do RS, se deve à ocorrência de chuvas normais, apesar dos previstos bolsões, aos bons preços, que se confirmaram, e ao crédito abundante e barato, que permitiu aos agricultores gaúchos investirem em tecnologia”, afirmou o presidente da Emater/RS, Lino De David. 

Conforme De David, todos esses investimentos se confirmam quando se analisa o Valor Bruto de Produção recebido pelos produtores gaúchos. Em 2011, a maior safra da história do Rio Grande do Sul, o VBP foi de R$ 14,21 bilhões. Em 2012, como reflexo da estiagem, ficou em R$ 11,078 bilhões. Para 2013, a segunda maior safra do Estado terá como VBP R$ 18,848 bilhões. 

“Além do bom momento em termos de produção, a comercialização da safra e os preços recebidos têm sido satisfatórios, o que estimula os agricultores a investirem nas culturas de inverno, como canola, forrageiras e trigo, cujas estimativas devem ser divulgadas no final de maio”, completa De David. 

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.