Emater trabalha para ampliar o Programa Pró-Genética
CI
Agronegócio

Emater trabalha para ampliar o Programa Pró-Genética

Haverá uma avaliação do Pró-Genética em Minas Gerais, além do debate sobre as estratégias e os desafios de operacionalização e ampliação do Programa para todo o país
Por:

A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG) está articulando a construção de uma rede institucional de suporte à pecuária familiar com ênfase no Programa Pró-Genética. A partir desta quarta-feira (10) até esta sexta-feira (12), estarão reunidos em Belo Horizonte, na sede da empresa, representantes do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), da Embrapa, Embrapa Gado de Leite, Embrapa Gado de Corte, Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ), da Associação Brasileira das Entidades Estaduais de Assistência Técnica e Extensão Rural (Asbraer).

Segundo o gerente do Departamento Técnico da Emater-MG, Feliciano Nogueira de Oliveira, haverá uma avaliação do Pró-Genética em Minas Gerais, além do debate sobre as estratégias e os desafios de operacionalização e ampliação do Programa para todo o país. "O Pró-Genética tem como objetivo proporcionar o acesso pelos pecuaristas familiares a touros melhoradores da qualidade do rebanho. Dessa forma, pode-se obter melhor resultado na produção e aumento da renda do pecuarista familiar", afirma.]

O presidente da Emater-MG e da Asbraer, José Silva Soares, destaca que o Pró-Genética irá levar a raça zebuína até a agricultura familiar. "A força da parceria com o MDA, ABCZ e Embrapa vai fazer com que a pesquisa chegue até o pecuarista familiar, melhorando cada vez mais seu rebanho e sua renda."

O Pró-Genética em Minas

O Programa de Melhoria da Qualidade Genética do Rebanho Bovino de Estado de Minas Gerais começou a ser trabalhado em 2006 e tem como principal objetivo melhorar a qualidade do rebanho bovino comercial, por meio da comercialização de touros melhoradores, contribuindo assim para o aumento da produção e da renda do pequeno e médio produtor rural.

Os animais são comercializados em feiras realizadas em todos as regiões do estado e comercializou até dezembro de 2007 393 tourinhos. Cada touro é vendido pelo preço médio de 2.500 reais e o valor pode ser financiado pelo Banco do Brasil, Banco do Nordeste ou Crediminas.

O programa foi lançado, em maio de 2007, em nível nacional. Já há registro da realização de algumas Feiras em outros Estados, como é o caso do Espírito Santo. Segundo Feliciano, o principal objetivo da reunião que será realizada em Belo Horizonte, é o estabelecimento de estratégias, com papéis e atribuições de cada parceiro, para que o Pró-Genética se consolide em nível nacional.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.