Embarques de carne de frango de julho tiveram terceiro mais fraco resultado do ano

Agronegócio

Embarques de carne de frango de julho tiveram terceiro mais fraco resultado do ano

Os dado da SECEX/MDIC abrangendo os principais tipos de carne de frango exportados pelo País confirmam forte desaceleração dos embarques.
Por:
655 acessos

Os dados consolidados da SECEX/MDIC abrangendo os quatro principais tipos de carne de frango exportados pelo País – frango inteiro, cortes, industrializados e carne salgada – confirmam forte desaceleração dos embarques no mês de julho de 2016.

Aliás, esta foi a segunda vez nos últimos doze meses em que o volume exportado ficou aquém do registrado no mesmo mês do ano anterior. Assim, as 356,2 mil toneladas de julho corresponderam a um volume 19% menor que o de julho de 2015.

É verdade, neste caso, que em julho do ano passado alcançou-se um recorde – 440,5 mil toneladas – ainda não superado. Daí, também, a elevada diferença. Mas mesmo em relação ao mês anterior, junho, o recuo foi significativo, de 12,32%.

Com esse desempenho – superior, neste exercício, apenas a janeiro e fevereiro – caiu o índice de expansão do volume acumulado no ano. Ou seja: enquanto no fechamento do primeiro semestre o volume embarcado ficou 14% acima de idêntico período anterior, agora o total em sete meses se encontra apenas 8% acima do registrado nos mesmos sete meses de 2015.

Obviamente, o reflexo maior do recuo de julho recai sobre a receita cambial, quase 22% inferior à captada em julho de 2015. Porém, até mesmo esse resultado tem um ângulo alvissareiro. É que o preço médio continuou em recuperação, atingindo o melhor nível dos últimos 11 meses.

3

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink