Embrapa identifica pinhão-manso atóxico

Agronegócio

Embrapa identifica pinhão-manso atóxico

Dia de Campo na TV mostra que a torta de pinhão-manso atóxica pode ser utilizada na alimentação animal
Por:
1430 acessos
Dia de Campo na TV mostra que a torta de pinhão-manso atóxica pode ser utilizada na alimentação animal

A Embrapa Agroenergia (Brasília/DF) identifica variedade de pinhão-manso (Jatropha curcas) atóxica que pode ser utilizada na alimentação animal. A pesquisa com os testes da variedade de pinhão-manso desenvolvida pela Unidade, começa no campo experimental, passa pelo laboratório e termina na fazenda da Universidade de Brasília. É lá que animais selecionados foram submetidos aos testes com a nova ração alimentar.


No quadro Sempre em Dia que vai ao ar no programa Dia de Campo na TV, produzido pela Embrapa Informação Tecnológica, você vai saber mais sobre os novos testes que estão sendo feitos com a espécie e que vantagens o pequeno produtor poderá ter com o pinhão-manso na alimentação animal.

No programa, Simone Mendonça, pesquisadora da Embrapa Agroenergia, responsável pelo experimento, explica o processo. A torta produzida a partir da variedade atóxica foi usada na preparação de rações, com adição de 20, 40 e 60%, em substituição ao farelo de soja, que é o concentrado de referência como fonte protéica. “O resultado desse experimento foi bastante animador. Os animais apresentaram ganhos de peso e qualidade de carcaça semelhantes aos obtidos com o concentrado de soja, comprovando a aceitação dos animais por esta nova mistura”, destaca Mendonça.


O pinhão-manso é uma espécie bastante pesquisada em todo o mundo pelo que apresenta como alternativa na produção de biodiesel. A torta, que é o resíduo da extração do óleo, não podia ser usada na alimentação de animais devido à presença de substancia tóxicas. Com essa descoberta a torta dessa oleaginosa pode ser utilizada em rações, o que aumenta o potencial da cultura. “Para a cadeia do biodiesel ser sustentável nós precisamos utilizar todas as partes da planta, tanto o óleo quanto os resíduos gerados”, informa Mendonça.

As variedades atóxicas
Os projetos da Embrapa Agroenergia seguem duas linhas para viabilizar o uso da torta de pinhão-manso: encontrar materiais genéticos em que a toxina não esteja presente e usar processos industriais na destoxificação da torta.

A variedade usada no experimento com os ovinos foi encontrada na avaliação dos materiais do Banco Ativo de Germoplasma (BAG), que fica na Embrapa Cerrados em Planaltina/DF. Essa avaliação foi realizada por meio de análises morfológicas e laboratoriais realizadas em materiais genéticos coletados diversas regiões brasileiras.


O engenheiro agrônomo e pesquisador da Embrapa Agroenergia, Bruno Laviola ressalta que a produtividade da variedade atóxica é baixa e está sendo trabalhada em processos de melhoramento genético tradicional, fazendo cruzamentos com materiais tóxicos de maior rendimento.

Para mais informações sobre a pesquisa do aproveitamento da torta de pinhão-manso na alimentação animal, entrar em contato com a Embrapa Agroenergia pelo email sac.cnpae@embrapa.br ou pelo telefone 61 – 3448-1581.

Serviço
Como sintonizar o Dia de Campo na TV:
Canal Rural (Net / Sky/ Parabólica) – sexta-feira a partir das 9h30
NBR(TV do Governo Federal, Saiba como acessar ) - domingo às 8h, com reprise quarta-feira, às 9h10 e sexta-feira, às 16h.
TV Educativa de São Carlos/SP (canal 48) – quinta-feira, às 18h
TV Sete Lagoas /MG (canal 13) - quinta-feira, às 20h e sábado, às 11h
TV Itararé Campina Grande/PB - sábado, às 8h
TV Agromix, www.agromix.tv , diariamente

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink