Embrapa lança as primeiras cultivares brasileiras de uva sem semente
CI
Agronegócio

Embrapa lança as primeiras cultivares brasileiras de uva sem semente

Por:

As primeiras cultivares de uva de mesa sem sementes desenvolvidas especialmente para o solo e o clima brasileiros serão apresentadas ao público na próxima sexta-feira (19-12), em Jales, São Paulo. As novas variedades foram criadas pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, depois de sete anos de pesquisa de laboratório e de campo. Duas - a BRS Linda e a BRS Clara - são de uva branca. A outra, a BRS Morena é de uva preta.

As cultivares foram desenvolvidas pela Embrapa Uva e Vinho (Bento Gonçalves-RS) por meio do melhoramento genético tradicional, sem utilização de técnicas de transgenia. São recomendadas para plantio no Noroeste de São Paulo, Norte de Minas Gerais e no Vale do Submédio do São Francisco, pois são adaptadas ao cultivo em regiões tropicais. As três são indicadas como uvas para consumo in natura e para comercialização tanto no mercado interno quanto no externo.

Características

A BRS Clara é uma cultivar vigorosa e fértil, obtida através de cruzamento entre as uvas 154-147 x Centennial Seedless (1998). Destaca-se pelo sabor moscatel (suave e agradável), pela coloração verde-amarelada e pela textura crocante da polpa. Possui produtividade elevada (30 toneladas/hectare/ano) e os cachos apresentam boa conformação, sendo naturalmente cheios, de tamanho médio a grande.

A BRS Linda é uma cultivar vigorosa que mostrou ótima adaptação nas regiões onde foi testada. Foi obtida por meio de cruzamento entre as uvas 154-90 x Saturn (1998). Tem coloração verde, preferida por certos mercados como o da Grã-Bretanha, e fertilidade alta, normalmente dois cachos por ramo, podendo produzir o equivalente a 47 ton/ha. O cacho atinge facilmente de 450 a 600 gramas (tamanho grande) e a polpa é firme e crocante. O sabor é neutro, bem aceito pelo consumidor brasileiro, que normalmente prefere frutas menos ácidas. A acidez e o açúcar baixo permitem sua caracterização, para efeito comercial, como uma uva light ou diet.

A BRS Morena, por sua vez, é uma cultivar precoce, com alta fertilidade (dois cachos por ramo, de tamanho médio a grande), vigor moderado e produtividade entre 20 ton/ha e 25 ton/ha. Foi obtida a partir do cruzamento entre as uvas Marroo Seedless com a Centennial Seedless (1998). Possui ótimo sabor (com bom equilíbrio entre açúcar e acidez) e polpa com textura firme e crocante. Mas como os grãos se soltam com facilidade (fraca aderência ao pedicelo), os pesquisadores recomendam embalar as frutas em sacos plásticos ou cumbucas (que depois são acondicionados em caixas) para evitar problemas com a comercialização desta fruta.

Gemas

O material de propagação - as chamadas "gemas" - das três cultivares estará à disposição para os produtores, na Embrapa Transferência de Tecnologia (Brasília-DF), a partir de abril de 2004. A quantidade mínima para aquisição deste material será de 100 gemas por cultivar, a ser remetida via Sedex. As instruções para pagamento serão fornecidas após confirmação de reserva pela Embrapa.

Segundo pesquisadores da Embrapa, as gemas são livres de viroses e portanto, é recomendável a enxertia das novas cultivares em porta-enxertos com origem conhecida e com garantia de sanidade. O produtor deve ficar atento a estes pré-requisitos, pois, sem eles, a Embrapa não garante a produtividade e longevidade das plantas.

A partir de junho de 2004 a Embrapa Transferência de Tecnologia terá disponível para venda, além das gemas das cultivares lançadas, os porta-enxertos das cultivares IAC 572 e IAC 766, usados durante a validação, todos com sanidade e origem garantida.

As circulares técnicas, contendo informações sobre as características agronômicas e comerciais, manejo, tratos culturais e outras informações sobre essas variedades estão disponíveis no site da Embrapa Uva e Vinho (www.cnpuv.embrapa.br), ou via carta (no endereço: Rua Livramento, 515 - Bento Gonçalves-RS - 95.700-000) ou ainda pelo telefone (54) 455-8000 ou pelo fax (54) 451-2792.

O produtor desde já poderá reservar seus pedidos com o preenchimento do formulário de reservas encontrado no site www.campinas.snt.embrapa.br e deverá aguardar a confirmação de sua reserva até 30 de março de 2004. Os produtores que não tiverem acesso à Internet poderão solicitar o formulário via correio, ou fax a partir dos endereços abaixo:

Embrapa - Escritório de Negócios de Campinas

Av. Anchieta, 173, Cjs. 41/42, Centro - 13.015-100 Campinas-SP.

Fax: (19) 3232.1707

sac@campinas.snt.embrapa.br

Embrapa - Escritório de Negócios de Sete Lagoas

Rodovia MG 424, Km 65, Cx. Postal 051, Sete Lagoas-MG.

Fax: (31) 3779.1131

enset.snt@embrapa.br

Embrapa – Escritório de Negócios de Petrolina

Rodovia BR 122, Km 50, Cx. Postal 023 - Trecho Petrolina/Izacolândia, Petrolina, PE Fax: (87) 3862.2022

enpnz.snt@embrapa.br

Mais informações:

Embrapa Uva e Vinho, Bento Gonçalves-RS

Telefone (054) 455-8000

Pesquisador Fernando Protas, chefe geral da Embrapa Uva e Vinho

Pesquisador Humberto Almeida Camargo

Estação Experimental de Viticultura Tropical, Jales-SP

(Estação da Embrapa Uva e Vinho)

Telefone (017) 3632-9666 e 3622-7111

Pesquisador responsável pela Estação: Jair Costa Nachtigal


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink