Embrapa Milho e Sorgo tem novo chefe-geral

Agronegócio

Embrapa Milho e Sorgo tem novo chefe-geral

Antônio Álvaro assumiu o cargo no último dia 07 de dezembro
Por: -Guilherme Viana
1012 acessos

O engenheiro agrônomo Antônio Álvaro Corsetti Purcino (foto) é o novo chefe-geral da Embrapa Milho e Sorgo (Sete Lagoas-MG). Ele assumiu o cargo no último dia 07 de dezembro. Com pós-doutorado em Bioquímica Molecular de Plantas, Antônio Álvaro é pesquisador desta Unidade da Embrapa desde 1988 e já exerceu diversos cargos de gestão. Em 2006, assumiu a chefia-adjunta de Pesquisa e Desenvolvimento, onde permaneceu até setembro de 2010 para concorrer ao processo seletivo. É também coordenador da Rede Mineira de Biotecnologia para a Agropecuária da Fapemig (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais).

A proposta de trabalho de Antônio Álvaro prevê dar continuidade aos projetos já em andamento na Unidade e incluir iniciativas, que foram estabelecidas em três prazos: curto, médio e longo prazo. Entre as atividades que deverão ser implantadas imediatamente, em um período de quatro a 12 meses, destacam-se: fazer uma análise e propor melhorias nos processos da Unidade visando otimizar sua gestão; apoiar as atividades de pesquisa, desenvolvimento, inovação e transferência de tecnologia nas principais regiões produtoras de milho, sorgo e milheto no Brasil, “fortalecendo as parcerias com outras Unidades da Embrapa, com o Sistema Nacional de Pesquisa Agropecuária (SNPA) e instituições componentes das cadeias produtivas”, e consolidar os programas de pesquisa e transferência de tecnologia voltados para a agricultura de alta produtividade e para a agricultura familiar.

Em médio prazo, em um período de 12 a 36 meses, continua Antônio Álvaro, a Embrapa Milho e Sorgo deverá lançar cultivares transgênicas para resistência a insetos-praga e a herbicidas, validar sistemas de produção e cultivares de sorgo sacarino para primeira e segunda geração de etanol e estabelecer um programa de pesquisa, desenvolvimento e inovação e de transferência de tecnologia para a cultura do milheto na região Centro-Oeste. E como ação de longo prazo, após 36 meses, Antônio Álvaro destaca o lançamento de genótipos transgênicos de milho com tolerância ao alumínio tóxico. Segundo Antônio Álvaro, ênfases também serão dadas ao desenvolvimento do Sistema Agrícola de Produção Integrada de Milho, a uma maior presença da Embrapa Milho e Sorgo em regiões estratégicas na produção de milho, sorgo e milheto, ao fortalecimento das parcerias com empresas nacionais produtoras de sementes e no subsídio ao estabelecimento de políticas públicas que possam beneficiar a produção das três culturas no país.

O nome de Antônio Álvaro foi definido pelo diretor-presidente da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária), Pedro Antônio Arraes Pereira. O novo chefe-geral exercerá o cargo na Unidade de pesquisa de produtos por três anos, renováveis por igual período. “Pretendo consolidar a Embrapa Milho e Sorgo como um centro de referência para essas culturas nos âmbitos nacional e internacional, apoiando decididamente a agenda internacional da Embrapa”, conclui.

PERFIL – Antônio Álvaro Corsetti Purcino é engenheiro agrônomo formado pela UFLA (Universidade Federal de Lavras). Tem mestrado em Nutrição de Plantas pela Oklahoma State University e doutorado em Microbiologia do Solo / Fisiologia Vegetal pela mesma universidade. Fez treinamento em Bioquímica de Plantas na Universidade de Nagoya (Japão) e possui pós-doutorado em Bioquímica / Biologia Molecular pela North Carolina State University (EUA). Trabalhou por 16 anos na Epamig (Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais), onde foi pesquisador, chefe dos departamentos de Fitotecnia, de Planejamento e Programação da Pesquisa e diretor técnico. Pesquisador da Embrapa Milho e Sorgo desde 1988, acumula vasta experiência administrativa, como líder do Programa Nacional de Pesquisa de Milho e gestor do Núcleo de Biologia Aplicada (NBA). Em 2006, assumiu o cargo de chefe-adjunto de Pesquisa e Desenvolvimento da Unidade.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink