Embrapa será homenageada em casas legislativas mineiras
CI
Agronegócio

Embrapa será homenageada em casas legislativas mineiras

Em Minas Gerais, a Embrapa possui três unidades
Por:
A Embrapa receberá em Minas Gerais, nos próximos dias, homenagens pelos seus 40 anos. No dia 13 de maio, próxima segunda-feira, a ALMG (Assembleia Legislativa de Minas Gerais) fará reunião especial às 20h, a pedido dos deputados estaduais Antônio Carlos Arantes e Duilio de Castro. Já no dia 16 de maio, às 19h30, é a vez da Câmara Municipal de Sete Lagoas homenagear a empresa, atendendo requerimento do vereador Milton Luiz Saraiva. E no dia 17 de maio, às 9h30, a Câmara Municipal de Juiz de Fora homenageará a Embrapa, atendendo requerimento do vereador Isauro Calais. 


Em Minas Gerais, a Embrapa possui três unidades: a Embrapa Milho e Sorgo, que fica em Sete Lagoas, na região Central do estado; a Embrapa Gado de Leite, situada em Juiz de Fora, na Zona da Mata; e a Embrapa Produtos e Mercado, que tem escritórios em Sete Lagoas e em Uberlândia, no Triângulo Mineiro. Os municípios de Nova Porteirinha, no Norte de Minas, e Coronel Pacheco, na Zona da Mata, são sedes de campos experimentais, respectivamente, da Embrapa Milho e Sorgo e da Embrapa Gado de Leite.

Resultados do trabalho da empresa - Criada em 26 de abril de 1973 como principal instrumento na reformulação da pesquisa agropecuária brasileira, a Embrapa foi parte efetiva das mudanças agrícolas que tornaram o país um dos líderes mundiais em tecnologias para agricultura tropical. De lá pra cá, o Brasil deixou uma situação de insegurança alimentar e passou a ser um dos maiores produtores de alimentos do mundo. O crescimento da oferta para o mercado interno superou rapidamente a curva de crescimento da demanda, provocando uma queda de 50% no valor da cesta básica entre 1975 e 2011.


Tudo isso é fruto do trabalho conjunto da Embrapa, das instituições estaduais de pesquisa e extensão, de universidades e do setor produtivo, que apostou nas tecnologias geradas pela pesquisa. Essas inovações ajudaram a mudar o cenário brasileiro, com incremento de produção e de produtividade e impulsionando a competitividade com sustentabilidade.

No segmento de grãos, por exemplo, a produção cresceu por volta de 450%, enquanto a área cultivada aumentou cerca de 80%. Em 1972, a safra foi de 30 milhões de toneladas numa área de 28 milhões de hectares. Hoje, a área plantada com grãos no Brasil é da ordem de 50 milhões de hectares e a produção ultrapassou 166 milhões de toneladas.


A adoção de tecnologias na pecuária também proporcionou a modernização do setor, justificando o aumento da produção pelo incremento da produtividade e não pela expansão da área de pastagens. Como resultado, o país ampliou em quatro vezes a produção de carne bovina e triplicou a de carne suína.

Pesquisas nas áreas de sanidade animal, genética, reprodução, nutrição, manejo de pastagens e melhoramento genético de forrageiras são alguns exemplos de inovações da pesquisa que geraram impactos diretos no aumento da produtividade na pecuária.

Homenagens Brasil afora - Estão sendo programadas várias atividades em comemoração aos 40 anos da Embrapa. As primeiras foram sessões de homenagens e exposições no Senado Federal e na Câmara dos Deputados, em Brasília, no final do mês passado. Até abril de 2014, durante todo o ano 40 da Embrapa, eventos e outras atividades acontecerão Brasil afora por conta do aniversário da empresa. 

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.