Embrapa terá laboratório de nanotecnologia

Agronegócio

Embrapa terá laboratório de nanotecnologia

A Embrapa terá um dos únicos laboratórios de desenvolvimento de produtos feitos a partir de nanopartículas
Por: -Juan Velásquez
2 acessos

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) terá um dos únicos laboratórios de desenvolvimento de produtos feitos a partir de nanopartículas voltado exclusivamente à agricultura. Um investimento de R$ 4 milhões será feito pela Financiadora de Estudos e Projeto (Fine) e pelo Ministério da Ciência e Tecnologia apenas em equipamentos. Toda infra-estrutura e o corpo de pesquisadores será bancado pela Embrapa. O laboratório está em construção e funcionará a partir do ano que vem.

As primeiras patentes desenvolvidas a partir de nanopartículas já estão na indústria. É o caso da língua eletrônica usada para testar sucos e várias outras bebidas a terem um gosto uniforme para o consumidor. Todas os produtos pesquisados pela Embrapa são feitos a partir de nanomoléculas naturais. Diferente de outros setores da indústria que utilizam prata e argila, a Embrapa utiliza nanomoléculas de açaí, sisal e de outros produtos naturais.

Hoje o que está em desenvolvimento pela empresa são fertilizantes que podem soltar seu princípio ativo apenas ao entrar em contato com a raiz à qual está direcionado. "Pesquisamos também herbicidas que tenham a propriedade de soltar o veneno apenas ao encontrar o fungo ao qual foram pulverizados na lavoura", diz o pesquisador da Embrapa Instrumentação Agropecuária, Odílio Assis.

O reconhecimento da Embrapa já ocorre no campo de pesquisa internacional. "No início deste ano, a Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, chamou várias instituições para realizar a primeira padronização de produtos que utilizam esta ciência. E a Embrapa foi a única instituição de países em desenvolvimento chamada para colaborar", diz.

Hoje a empresa auxilia na exportação de alimentos que necessitam vida útil maior para resistir à distância. É o caso da noz macadâmia, que pode durar até o dobro do tempo, uma vez revestida por uma capa de propriedades com nanopartículas.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink