Embrapa Trigo destina 2,5 toneladas de resíduos gerados na unidade
CI
Agronegócio

Embrapa Trigo destina 2,5 toneladas de resíduos gerados na unidade

Por: -Admin

A Embrapa Trigo de Passo Fundo, no Rio Grande do Sul, encaminha para a destinação final 2,5 toneladas de resíduos (sólidos e líquidos) gerados pela unidade, resultado de pesquisas nos laboratórios e campos experimentais. O recolhimento acontece hoje (19-03), na sede da unidade, e conta com o trabalho de uma empresa especializada neste tipo de procedimento em gestão ambiental.

O “Projeto Resíduo Zero” foi implantado na Embrapa Trigo no ano 2000, com o objetivo de estabelecer uma política de coleta, manipulação, armazenamento e destino final (reciclagem ou eliminação) para os resíduos produzidos nos diferentes setores da unidade. Uma equipe de empregados foi treinada para desenvolver o projeto, na correta separação e deposição dos resíduos.

No processo, papéis e vidros são destinados para a reciclagem; o lixo comum é encaminhado ao aterro sanitário municipal; o lixo orgânico é depositado em aterro interno na unidade; as embalagens vazias de agroquímicos, após a tríplice lavagem, são enviadas para a Usina Regional de Reciclagem de Embalagens de Agrotóxicos; as lâmpadas fluorescentes, pilhas e baterias são direcionadas para eliminação em empresas credenciadas.

O problema maior da Embrapa Trigo estava na destinação de restos de óleos e graxas, coletados em caixa separadora, restos de agroquímicos com validade vencida, assim como os resíduos de laboratórios que são coletados, identificados e armazenados em recipientes e locais apropriados. “Não existe empresa credenciada para receber este tipo de resíduo no Rio Grande do Sul, então foi preciso atender uma série de preceitos burocráticos e levantar recursos para encaminhar o material para outro estado”, explica o coordenador do projeto, João Carlos Ignaczak.

No final do ano passado, a Embrapa Trigo obteve a licença da Fundação Estadual de Proteção Ambiental (FEPAM/RS) para o transporte dos resíduos que estão armazenados na unidade. Uma segunda autorização foi viabilizada junto a Fundação Estadual de Engenharia de Meio Ambiente (FEEMA/RJ) para que a empresa Tribel S/A possa receber e eliminar estes resíduos. O volume total encaminhado é de 2,5 toneladas de resíduos de laboratório (ácidos, base e sais mineirais) e resíduos de agroquímicos (inseticidas, fungicidas e herbicidas).


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink