Empresa aposta na evolução do modal em Paranaguá
CI
Agronegócio

Empresa aposta na evolução do modal em Paranaguá

Empresas do setor já começam a fazer investimentos visando aproveitar oportunidades futuras
Por:
Com a perspectiva de ampliação da malha ferroviária no estado, empresas do setor já começam a fazer investimentos visando aproveitar oportunidades futuras. A Seara Agropecuária, empresa de Sertanópolis (Norte), que atua na área está investindo R$ 50 milhões em um terminal privado de grãos próximo ao porto de Paranaguá.


De acordo com o gerente de operações da companhia,Victor Goltz, a estrutura vai agilizar a entrada de cargas no porto. Ele explica que o transporte será realizado por uma composição de 50 vagões, em um trajeto de 5 km entre o terminal e a área de atracação. “Movimentando 1 milhão de toneladas por ano, o investimento deve ser recuperado em 6 ou 7 anos”, calcula.


Além do serviço de transporte, Goltz revela que o projeto será viabilizado pelos serviços de armazenamento e beneficiamento de cargas. “O contratante vai poder colocar a carga dentro dos padrões exigidos, beneficiá-la usando nossa estrutura.”, complementa. A estrutura tem capacidade de armazenamento de 100 mil toneladas e consegue carregar até 1200 toneladas de produto por hora nos trens.

310 mil toneladas

É o volume de soja e milho movimentado pela Ferroeste, que liga Cascavel à Guarapuava, no ano passado. Em 2008, linha transportou 728 mil toneladas dos dois grãos.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink