Encontro apresenta as principais cultivares de algodão

Agronegócio

Encontro apresenta as principais cultivares de algodão

VI Encontro Técnico Algodão da Fundação MT
Por:
8383 acessos

Receba Notícias como esta por email

Cadastre-se e receba nossos conteúdos gratuitamente
Obrigado por se cadastrar
  • Enviamos a você um email de boas vindas para ativação de seu cadastro.

A programação do VI Encontro Técnico do Algodão, realizado pela Fundação de Apoio à Pesquisa Agropecuária de Mato Grosso, Fundação MT, em Chapada dos Guimarães (MT), nos dias 28 e 29 de agosto, contou com informações relevantes para a próxima safra de algodão no Brasil.  Entre os assuntos, definidos por um comitê técnico que priorizou os temas mais propícios para o período, foram apresentadas as principais cultivares de algodão que o produtor tem disponível para o plantio no Brasil Central.

Eduardo Kawakami, pesquisador do Programa de Melhoramento de Algodão, mostrou as características, produtividades e tecnologias das cultivares da parceira Tropical Melhoramento & Genética – TMG. A atenção especial foi para as variedades TMG 11 WS, TMG 41 WS, TMG 42 WS, TMG 43 WS, TMG 81 WS e TMG 82 WS, todas com tecnologia WideStrike®, que confere proteção das plantas contra pragas do gênero lepidópteros (pragas-alvo) que atacam o algodoeiro no Brasil.

Os materiais apresentados também possuem tecnologia RX (TMG 41 WS, TMG 42 WS e TMG 43 WS), que fornece tolerância à ramulária. O problema causa prejuízo a todo cotonicultor, mas ataca principalmente lavouras de algodão da região do Parecis e Sapezal, ambas em Mato Grosso. Essa tecnologia pode reduzir em até 80% o número de aplicações de fungicida. As variedades RX - TMG 41 WS, TMG 42 WS e TMG 43 WS - são todas de ciclo médio-precoce e testadas nas lavouras de Sapezal, Campo Novo do Parecis, Sorriso e Campo Verde na safra 2013/14, em plantios do mês de dezembro.

Já as cultivares TMG 81 WS e TMG 82 WS possuem tecnologia TN, que apresenta tolerância aos nematoides. Kawakami destacou ainda que a cultivar de ciclo tardio TMG 81 WS apresentou boa tolerância à nematoides das galhas em estudos mais próximos da safra. “Essa variedade é melhor posicionada em Mato Grosso se plantada na segunda quinzena de dezembro. Na Bahia a melhor época é no início de dezembro para as sementes de soqueiro e segunda quinzena a irrigada”, pontuou. A TMG 82 WS também é reconhecida pela alta tolerância à nematoides e tem destaque na Bahia em termos de potencial. O pesquisador alertou, no entanto, que a exigência de fertilidade da variedade é alta e, em alguns casos, a TMG 81 WS é mais indicada.

Qualidade de fibra – Essa característica, pesquisada em todas as variedades, é considerada juntamente com a produtividade um dos fatores mais importantes no cultivo do algodoeiro. A qualidade da fibra é influenciada pelo potencial genético da cultivar, pelas flutuações climáticas durante o ciclo da cultura e pela interação entre o genótipo e o ambiente. Neste ponto, as variedades TMG 81 WS e TMG 42 WS apresentam maior rendimento, com 45,5% e 42,9% respectivamente, seguidas da TMG 43 WS com 42,7% e TMG 11 WS com 42,3%.

Evento – O VI Encontro Técnico Algodão da Fundação MT teve a participação de quase 200 pessoas, entre consultores, engenheiros agrônomos, produtores e pesquisadores. O público representa 61% da área plantada de algodão na safra 2014/15 em todo o País.

Durante os dois dias, especialistas repassaram informações e resultados de pesquisas, experimentos e dados relevantes sobre doenças da cultura, controles diversos, tecnologias disponíveis no mercado, entre outros. O evento teve vários momentos de trocas de informações com o público em debates sobre o bicudo do algodoeiro e mercado do algodão. Uma das palestras mais aguardadas foi com o melhorista americano Dr. Fred Bourland, com 44 anos de experiência em melhoramento genético de algodão nos Estados Unidos.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink