Encontro de Agricultoras no TO incentiva aquisição de linhas de crédito
CI
Agronegócio

Encontro de Agricultoras no TO incentiva aquisição de linhas de crédito

Raquel Santori deu detalhes do acesso ao PNCF - Programa Nacional de Crédito Fundiário
Por:
O acesso as políticas públicas e as linha de crédito para as mulheres da agricultura familiar foram destacadas no segundo dia do III Encontro das Agricultoras Familiares, que ocorreu na tarde dessa quarta-feira, dia 27, no auditório da ATM – Associação Tocantinense dos Municípios, em Palmas. A chefe do gabinete da Secretaria de Reordenamento Agrário do MDA – Ministério do Desenvolvimento Agrário, Raquel Santori explicou, em detalhes, como acessar o PNCF – Programa Nacional do Crédito Fundiário e as políticas públicas do Governo Federal.


“É preciso incentivar, cada vez mais, a inclusão das mulheres nas ações de melhorias que possam promover melhoria na qualidade de vida. Enquanto os homens recebem R$ 84,00 por mês, as mulheres recebem apenas R$ 9,00”, destacou Raquel, acrescentando que as mulheres precisam buscar sua autonomia por meio dos seus direitos civil, jurídico, acesso a terra, recursos naturais, à produção, a organização social e econômica. “É com essas ações importantes que faremos a mudança no meio rural”, reforçou.

A agricultora familiar do Assentamento Renascer , município de Porto Nacional, Meluzina Matos, falou das conquistas alcançadas pelas linhas de créditos, nos últimos anos, na sua comunidade. O assentamento é um dos primeiros a ser implantados no Estado e conta com uma estrutura exemplar. A associação integra nove famílias agricultoras no plantio de banana, mandioca, milho e feijão. Cada família possui 20 hectares. “As linhas de crédito que conseguimos nos ajudaram muito, pois agora estamos colhendo os frutos, com as vendas dos produtos”, disse.


A produção do assentamento gera economia para as famílias e a comercialização é animadora. “Três vezes por semana vendemos 15 caixas de mandioca e 100 caixas de banana por semana, nos estabelecimentos comerciais de Porto Nacional e Palmas. A nossa expectativa é adquirir ainda mais linhas de crédito para aumentar nossa produção”, declarou a produtora.

A produtora e presidente da Associação de Marianópolis, Carmosina Parente, ainda não teve acesso as linhas de crédito. A associação tem apenas um ano de implantação. “Nós ainda não tivemos acesso ao crédito, por ser uma associação criada recentemente, mas acreditamos que vamos conseguir e em breve começar a produzir. A nossa ideia é iniciar com o cultivo de hortaliças”, projetou.


Palestra Show

Outro grande sucesso do evento, foi a palestra show com o especialista em Empreendorismo, Iranilson Mota, que iniciou a apresentação com músicas de raízes, levantando os ânimos das mulheres agricultoras. Em sua explanação, Mota falou com muito humor sobre a produção na agricultura familiar de forma sustentável. “Essa é uma maneira de repassar conhecimento, integrando a alegria e a informação. Entendo que desta forma elas possam assimilar melhor os conceitos de sustentabilidade”, enfatizou.

Palestras

Durante a programação, também foram ministradas palestras sobre a Lei Maria da Penha e Reaproveitamento dos Alimentos e Plantas medicinais e não medicinais.

Programação

A programação do III Encontro das Agricultoras Familiares continua nesta quinta-feira, 28, último dia do evento. Entre as atrações, palestras voltadas para Políticas Públicas da Sociobiodiversidade; Seguro Social; Primeiros Socorros; o Papel das mulheres na luta contra as drogas; Incêndios Florestais; Conhecendo seus direitos; Sexualidade Humana; Associativismo e, encerrando o evento com a palestra “Eu, o outro e o mundo”, com a psicóloga, Bianca Zortéia.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink