Entidades convocam mutirão para renegociação de vencimentos

ARROZ

Entidades convocam mutirão para renegociação de vencimentos

Federarroz, Farsul e Fetag/RS estarão apoiando produtores que devem encaminhar negociações com o Banco do Brasil
Por:
360 acessos

A Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz), juntamente com a a Federação da Agricultura do Estado do Rio Grande do Sul (Farsul) e a Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Rio Grande do Sul (Fetag/RS) encaminharam aos produtores de arroz orientações sobre as renegociações anunciadas pelo Banco do Brasil. As entidades estão apoiando mutirões que serão realizados até o final do mês pelo Rio Grande do Sul.

Em nota, as três entidades reforçam que, devido as dificuldades econômicas e financeiras que atingem os orizicultores gaúchos, estarão acompanhando os arrozeiros de modo a viabilizar acordos adequados à realidade de cada produtor. Lembram que o apoio aos mutirões se justifica na medida em que as entidades vêm enfrentando dificuldades no avanço das negociações setoriais junto ao Governo Federal e, além disso, "haja vista os inúmeros regulamentos necessários à operacionalização das medidas anunciadas, de modo que os prazos para a efetividade destas poderão superar em muito as necessidades do produtor em meio à implementação da Safra 2019/2020, situação que poderá prejudicar o acesso ao crédito para a sustentabilidade da lavoura", destaca o comunicado.
 
Os mutirões serão realizados em cinco municípios gaúchos. A Federarroz, Farsul e Fetag/RS convocam os produtores rurais com passivos junto ao Banco do Brasil devem comparecer nas agências do agente financeiro, nas datas abaixo, com o objetivo de viabilizar soluções financeiras junto ao banco. Na nota, as três entidades ressaltam ainda que continuarão a buscar, de forma incessante, através da totalidade dos meios políticos, institucionais e técnicos existentes, as soluções junto ao Governo Federal para as dívidas dos produtores rurais de natureza diversa contraídas junto aos demais agentes financiadores, visando, assim, viabilizar, a todo o setor, soluções para o problema do endividamento da lavoura arrozeira.

O diretor jurídico da Federarroz, Anderson Belloli, assim como representantes da Farsul e da Fetag/RS, estarão acompanhando os mutirões em cada município para esclarecer aos orizicultores e associações de arrozeiros das regiões quaisquer dúvidas e apoiar os produtores nas necessidades em relação ao tema.

Confira o calendário

16 de outubro
Uruguaiana

22 de outubro
Dom Pedrito

23 de outubro
Pelotas

29 de outubro
Santa Maria

30 de outubro
Porto Alegre


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink