Entressafra e exportações pressionam preço do leite

Agronegócio

Entressafra e exportações pressionam preço do leite

Nos últimos 30 dias, os supermercados registraram aumentos de até 40,2%
Por:
1 acessos

O preço do leite não pára de subir. Nos últimos 30 dias, os supermercados do país registraram aumentos de até 40,2% no longa vida. A alta é uma reação imediata à escassez do produto no mercado interno, não só por causa da entressafra, mas também pelo aumento das exportações brasileiras. Como houve quebra de safra em alguns países, a cotação do leite subiu muito no mercado externo, o que atrai os produtores nacionais. Não há, segundo especialistas, qualquer perspectiva de recuo de preços, muito pelo contrário. Segundo a Bolsa de Gêneros Alimentícios do Rio, um litro de leite pode chegar a R$ 3 em agosto - acima, inclusive, de alguns cortes de carne de segunda.

"Nas lojas, já não há tanto estoque. Não se vê mais pilhas de leite. Com pouco produto, o preço sobe", disse José de Sousa, presidente da Bolsa de Gêneros Alimentícios do Rio. A reboque do leite, seus derivados encareceram. De acordo com a Fundação Getulio Vargas (FGV), a mussarela ficou, na segunda semana de junho, 4,7% mais cara. Subiram ainda os queijos prato (4,24%), minas (2,30%), o sorvete (3,32) e o iogurte (1,29%). "O queijo é negociado no atacado a R$ 9,50. Há um mês, era R$ 7,50. E a tendência é de alta", disse Sousa.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink