Equipe quer recuperar status sanitário de MS

Agronegócio

Equipe quer recuperar status sanitário de MS

Recuperar o status sanitáirio de MS será um dos desafios da equipe da Secretaria de Desenvolvimento Agrário
Por: -Rosana Siqueira
12 acessos

Recuperar o status sanitáirio de Mato Grosso do Sul, limpando a "mancha deixada pela aftosa" na pecuária estadual e reabrir os mercados internacionais para a carne sul-mato-grossense. Este será um dos principais desafios da equipe da Secretaria de Desenvolvimento Agrário, da Produção e Turismo do novo Governo.

A prioridade foi destacada nessa terça-feira (02-01) pela secretária de Produção Teresa Cristina Corrêa da Costa, durante a solenidade de posse do novo diretor-presidente da Agência Estadual de Defesa Agropecuária (Iagro), Roberto Rachid Bacha.

Segundo ela, a Iagro é a "menina-dos-olhos" do governador e da Secretaria de Produção e peça fundamental na luta para conseguir reaver os mercados exportadores. "Nós temos uma responsabilidade enorme no órgão em promover mudanças e desacomodações para garantir a excelência nos serviços de fiscalização sanitária, que já colocaram a Iagro como a melhor agência de defesa sanitária do Brasil", frisou Teresa.

A bandeira antiaftosa foi levantada no discurso do presidente do Conselho Extraordinário de Relações Nacionais e Internacionais para o Desenvolvimento Econômico de MS, Marcus Vinícius Pratini de Moraes. De acordo com ele, "uma das metas do Consex é acabar com a mancha de aftosa sempre usada contra o Mato Grosso do Sul", abrindo mercado para a exportação da carne sul-mato-grossense, considerada a melhor do País.

Para isso, Pratini está buscando ajuda junto ao Ministério da Agricultura, além de elaborar um plano de desenvolvimento do Estado, que deverá ser aprovado em breve pelo conselho.

Na avaliação de Pratini de Moraes, além de trabalhar no marketing positivo da carne, Mato Grosso do Sul tem duas urgências em sua economia: precisa explorar melhor seu potencial turístico e ainda investir na piscicultura.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink