Ervas resistentes e mosca branca estão tirando sono de produtores em Sorriso (MT)

Agronegócio

Ervas resistentes e mosca branca estão tirando sono de produtores em Sorriso (MT)

Por:
3 acessos

Os produtores de Sorriso nunca rezaram tanto para que as coisas continuem do jeito que estão quanto o assunto é clima. Técnicos que prestam serviços aos produtores e acompanham de perto o desenvolvimento das lavouras, estão satisfeitos com o que a natureza está proporcionando. Muitos dizem que “o aspecto das lavouras está muito bom, sendo assim a produção será excelente”.

Se a situação continuar assim as chances de um ataque de ferrugem, que está alojada na região, são bem menores, embora a doença esteja controlada e os produtores preparados para combatê-la. Mas se as precipitações intensificarem como na safra passada as chances de um ataque da ferrugem não estão descartadas.

Outra preocupação que ronda a mente de técnicos e produtores é quanto ao ataque das ervas daninhas resistentes a ação de alguns agrotóxicos. Segundo o Sindicato Rural de Sorriso, boa parte das lavouras está tomada por ervas que não morrem com a aplicação do veneno e muitos não sabem o que fazer. A preocupação da entidade é quanto a colheita, pois soja retirada das lavouras do município uma soja com maior quantidade de impurezas.

Outro problema que está tirando o sono dos agricultores é quanto o aparecimento da mosca branca. Um inseto que suga a seiva das plantas e reduz a produtividade. Segundo os primeiros registros do aparecimento da praga são recentes há cerca de dois anos e a falta de informações sobre o combate está prejudicando o extermínio do inseto que mesmo sendo combatido com inseticidas em poucos dias é visto nas lavouras novamente. O sindicato Rural não tem dados concretos sobre o número de fazendas onde há focos da mosca branca mas acredita que esteja presente em boa parte da área plantada.

A orientação da entidade é para que os produtores procurem orientações técnicas de profissionais para um combate mais eficaz do inseto.

No município alguns produtores já começaram a colheita da soja super-precoce e a previsão é chegar no final dos trabalhos, em março, com uma produção de mais de 3 milhões de toneladas de soja.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink