ES: projeto de preservação de nascentes na bacia do Rio Santa Maria da Vitória
CI
Imagem: Divulgação
PROJETO

ES: projeto de preservação de nascentes na bacia do Rio Santa Maria da Vitória

Cercamento de qualidade contribui para preservação de nascentes na bacia do Rio Santa Maria da Vitória, no Espírito Santo
Por:

O cercamento de qualidade oferece benefícios não só às propriedades rurais, mas também ao meio ambiente. Um bom exemplo é o Projeto Nascentes, que desenvolve ações para recuperação de nascentes na bacia do Rio Santa Maria da Vitória, no Espírito Santo. Utilizando técnicas de cercamento associadas a pesquisas com modelos de recomposição agroflorestal da cobertura verde do local, o projeto inclui regeneração natural da flora e ações ambientais educativas com os produtores rurais da região. "Já verificamos recomposição natural da vegetação nas nascentes cercadas, uma vez que a proteção impede o trânsito de animais. Da mesma forma, identificamos indícios de aumento no volume de água das nascentes. No total, a área preservada atinge 5 hectares", ressalta Aureliano Nogueira da Costa, pesquisador do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) e coordenador do Projeto de Nascentes.

Em três anos foram monitoradas 52 nascentes, sendo que 37 precisavam de cercamento para sua conservação. "A bacia hidrográfica Rio Santa Maria da Vitória se estende por 1.876 km2 e abrange grandes cidades, como Vitória e Cariacica. A preservação das nascentes é vital para o abastecimento de água de mais de quase 3 milhões de habitantes", analisa Guilherme Vianna, gerente de negócios da Belgo Bekaert, empresa que fornece a cerca para o projeto por meio da parceria com a ArcelorMittal Tubarão. O Projeto de Nascentes do Rio Santa Maria da Vitória é parceria entre o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), a Fundação de Desenvolvimento Agropecuário do Espírito Santo (Fundagres), o Ministério Público do Estado do Espírito Santo, o Comitê de Bacias Hidrográficas, Prefeitura Municipal de Santa Leopoldina e a ArcelorMittal Tubarão.

Para a contenção e redução do trânsito de animais no local, foram utilizados 2.381 mourões, 8.700 grampos e 19.220 metros de arames foram utilizados, entre eles o Arame Farpado Motto e o Belgo Varjão. "São arames com durabilidade consideravelmente superior à de produtos semelhantes. Motto e Varjão suportam, respectivamente, carga de impacto de 350kgf e 250gkf. Isso torna o arame menos suscetível a rompimentos causados pelo impacto de animais da região", explica Guilherme Vianna. 

Ele ressalta a importância de ações educativas com a população local e produtores rurais. "Muitas vezes as pessoas da própria comunidade não reconhecem a importância da preservação da bacia hidrográfica. Estamos saindo de uma crise hídrica em todo o país, e sabemos o quanto a falta de água prejudica a produção agropecuária e a manutenção dos ecossistemas. É necessário educar e orientar as pessoas para evitar o comprometimento das nascentes", complementa o especialista da Belgo. 

A parceria da ArcelorMittal Tubarão com o Incaper foi renovada até 2024 e o plano é expandir o Projeto de Nascentes. "Nosso objetivo é agregar valores socioambientais e reforçar o compromisso sustentável por mais três anos, expandido para outras comunidades", destaca o coordenador do Projeto de Nascentes.  Com a extensão do projeto, há previsão de cercamento de 200 nascentes com os arames Belgo e monitoramento de 250.

Esse número representa quase quatro vezes o número de nascentes desde o início do projeto. A estimativa é que sejam utilizados 7.500 mourões, 30 mil grampos e 66.400 metros de arame para a construção de novas cercas ao redor das novas nascentes. "São arames adequados para construção de cercas em ambientes acidentados, projetados para conter animais de grande porte e de fácil manuseio e instalação" finaliza Guilherme Vianna. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.