Especialistas discutem usos da gliricídia em evento online
CI
Imagem: Pixabay
EVENTO

Especialistas discutem usos da gliricídia em evento online

Seminário digital ‘Múltiplo uso da gliricídia como tecnologia agropecuária’ integra a série de webinars promovidos pelo Gintegra
Por:

Especialistas da Embrapa Tabuleiros Costeiros (Aracaju, SE) e Embrapa Cocais (São Luís, MA) discutem na segunda (28) os diversos usos da leguminosa gliricídia em sistemas integrados de produção agropecuária.

O seminário digital ‘Múltiplo uso da gliricídia como tecnologia agropecuária’ integra a série de webinars promovidos pelo Grupo de Inovação em Sistemas Integrados de Produção (Gintegra), que reúne especialistas da Embrapa, Instituto Federal do Maranhão (IFMA) e Universidade Estadual do Maranhão (UEMA).

Com início às 18h (horário de Brasília) e transmissão ao vivo pelo canal Gintegra no YouTube, o evento conta com a participação de Joaquim Costa, pesquisador da Embrapa Cocais, e Evandro Muniz e Samuel Souza, respectivamente, pesquisador e analista da Embrapa Tabuleiros Costeiros.

Gliricídia

A Gliricidia sepium tem demonstrado grande potencial como fornecedora de nitrogênio ao solo, podendo substituir total ou parcialmente o uso de fertilizantes nitrogenados. Vinda do México e América Central, essa planta possui elevada concentração de nitrogênio nas folhas e permite a fixação simbiótica desse nutriente ao solo por meio de bactérias existentes em suas raízes.

Trabalhos desenvolvidos nos últimos anos por pesquisadores da Embrapa têm reforçado essa capacidade da leguminosa de melhorar a fertilidade e fixar nitrogênio ao solo, tornando-se um componente de alto potencial e grande valor para a composição de sistemas de produção em Integração Lavoura - Pecuária - Floresta (ILPF), especialmente em regiões mais quentes e com menos chuvas.

A gliricídia apresenta teores de proteína em torno de 23% e produz até 70 quilos de matéria verde por ano. É considerada por produtores uma espécie de “ouro verde” para as regiões secas e quentes. É resistente a climas rigorosos e pode ser usada para recuperar e manter a temperatura do solo, além de servir como cerca viva. 

Na alimentação de ovinos e bovinos, situações em que é altamente recomendável, essa leguminosa consegue reduzir em 70% o uso do farelo de soja, que representa elevado custo na ração animal.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink