Espírito Santo lança cultivar de café resistente a doenças
CI
Agronegócio

Espírito Santo lança cultivar de café resistente a doenças

Por:

Uma nova variedade do café robusta, mais resistente à seca e a doenças, será lançada hoje no Espírito Santo. O Estado é, atualmente, o maior produtor de café robusta do país, responsável pela oferta de 5 milhões de sacas de 60 quilos nesta safra, a 2004/05, ou 60% da produção nacional, segundo a Conab (Companhia Nacional de Abastecimento).

"A nova variedade, Conillon Vitória, é resultado de pesquisas implementadas com o apoio do governo do Estado", disse Ricardo Ferraço, secretário de Agricultura do Espírito Santo. Desde 1993, esta é a quinta variedade lançada pelo Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), de acordo com Ferraço.

Segundo o secretário, o projeto é de que em 2014 o Estado atinja a produção de 12 milhões de sacas de café robusta, com aumento da produtividade dos cafezais. "Pretendemos ultrapassar o Vietnã em volume", disse Ferraço. Os vietnamitas produzem uma média de 11,5 milhões de sacas/safra, segundo a Organização Internacional do Café (OIC).

A variedade Conillon Vitória (ou Incaper 8142) foi desenvolvida para ser cultivada em solo sequeiro e também é resistente ao ferrugem. "Ela é altamente produtiva, com uma base de 70 sacas por hectare. A média do Estado é de 23 sacas por hectare", disse o secretário da Agricultura.

Nos últimos anos, o Estado saltou de uma produção de 2,3 milhões de sacas de café, em 1993, para 7,5 milhões de sacas (inclui arábica), em 2002. "Nesse mesmo período, a área cresceu somente 12%", observou Ferraço.

A última variedade lançada pelo Incaper foi o Robustão Capixaba em 2001, cuja produtividade é de 54 sacas por hectare. O grão está presente em pelo menos um terço da área plantada nos cafezais do Espírito Santo, segundo Ferraço.

O grão tipo robusta é utilizado no blend para a produção de café solúvel. Boa parte da produção nacional de solúvel é exportada. Em abril, as indústrias embarcaram 287,3 mil sacas de 60 quilos. No acumulado do ano, foram exportadas 948,6 mil sacas do produto, de acordo com levantamento do Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé). Os Estados Unidos e a Rússia são os principais importadores do café solúvel brasileiro.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink