Agronegócio

Estados Unidos tem “laboratório de testes de trator” independente

Máquinas só são liberadas para venda após passarem por Nebraska
Por: -Leonardo Gottems
3675 acessos


Com o objetivo de verificar de maneira independente a performance dos tratores antes que eles sejam lançados no mercado, o estado do Nebraska (EUA) possui, desde 1919, um laboratório independente de testes de tratores. Localizado no complexo Lincoln da Universidade do Nebraska, o espaço surgiu por iniciativa do legislador e produtor Wilmont Crozier.


O jornalista Luís Henrique Vieira conheceu o laboratório e enviou informações exclusivas ao Portal Agrolink. Atualmente propriedade da Organização para Cooperação Econômica e Desevolvimento (OCDE), o local é apoiado pelas fabricantes de máquinas agrícolas, e seus testes são considerados oficiais em todos os países-membros, sendo obrigatória a passagem dos equipamentos antes da liberação de venda.

“Os testes são realizados no inverno e na primavera, por conta das temperaturas requeridas, sendo 30 tratores testados por temporada. Nos testes, é usado um dinamômetro que varia diversas vezes a potência (número de cavalos das máquinas). Depois disso, relatórios de 30 a 40 páginas são enviados para os escritórios da OCDE na itália para aprovação”, conta Vieira.

 
Roger Hoy, diretor do laboratório de testes e professor de sistemas de engenharia biológica da Universidade do Nebraska, revelou ao Agrolink que algumas pessoas consideram que o teste não é importante, mas ele o vê como indispensável. “As principais empresas fazem questão de que a gente realize os testes, mesmo que a performance vendida não se confirme. Um dia uma empresa pode estar mal, mas no outro pode estar melhor que as outras", afirmou Hoy, que já trabalhou na John Deere.

Segundo o diretor, alguns reclamam dos testes por desconhecimento. “Principalmente na questão hidráulica, os marqueteiros acreditam que o teste não tem credibilidade. Mas é que eles geralmente não tem conhecimento técnico. Não acredito que seja maldade por parte deles, ou que sejam mentirosos. os testes são muitos técnicos e difíceis de entender, para leigos”, disse.


*O repórter Luís Henrique Vieira viaja ao Meio Oeste norte-americano a convite da Meredith Corporation, e é editor do Blog Agrosouth News
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink