Agronegócio

Este ano deve terminar como o 6º ano mais quente da história

Os dez anos mais quentes estão todos concentrados no período de 1994 até agora
Por: -Redação
1 acessos

O ano de 2006 deve terminar como o sexto mais quente da história desde os primeiros registros da temperatura média global, em 1850. O número é de um levantamento realizado pela Universidade de East Anglia e pelo Escritório Meteorológico do Reino Unido, país que registrou sua maior temperatura média desde 1659.

Os dados computados se referem ao período de janeiro a novembro, mas um mês de dezembro especialmente quente deve manter a média verificada até agora. Os números refletem o fenômeno do aquecimento global, conseqüência do agravamento do efeito estufa. Os dez anos mais quentes da história estão todos concentrados no período de 1994 até agora, com recordes em 1998 (o mais quente) e 2005 (o segundo mais quente). A previsão mais consensual entre cientistas indica que o planeta caminha na direção de um aquecimento médio de mais 2C ou 6C até o fim do século.

Nível do mar

Um estudo publicado nesta sexta-feira (15-12) na revista "Science" indica que previsões iniciais de aumento do nível do mar por conta do aquecimento global estão subestimadas. Segundo o trabalho, o fenômeno pode causar uma elevação de 50 cm a 1,4 metro até o fim do século, média 59% maior que a prevista pelo Painel Intergovernamental para Mudança Climática, o IPCC.

Segundo o climatologista Stefan Rahmstorf, líder do estudo, trabalhos anteriores não deram conta de computar todas as variáveis do fenômeno, que incluem a expansão térmica da água e o degelo polar. O alemão misturou dados empíricos e modelos matemáticos para tornar a previsão mais realista.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink