Estiagem no Rio Grande do Sul

Agronegócio

Estiagem no Rio Grande do Sul

Subiu para 96 o número de municípios em situação de emergência no Estado. O noroeste é região mais atingida
Por:
328 acessos

Subiu para 96 o número de municípios em situação de emergência por causa da estiagem no Rio Grande do Sul. O noroeste do Estado é a região mais atingida.

O nível do reservatório da pequena hidrelétrica caiu de quatro para meio metro. A geração de energia foi reduzida pela metade nos últimos dias.

Em Horizontina, o Rio Buricá, um dos principais mananciais da região, também está com o nível bem abaixo do normal.

Em uma situação normal as roças estariam completamente encobertas pela água. Mas por causa da estiagem dá para caminhar sobre as pedras. Mesmo que nos próximos dias chova com intensidade, dificilmente a água encherá o rio.

A ultima chuva foi há 45 dias. Há duas semanas, o agricultor Cenair Mohr depende da água entregue pela prefeitura para irrigação das verduras. É o sustento da família e de dois empregados. Parte dos 70 canteiros já foi desativada.

"Sem molhar não produz. O solo é muito quente. Sem água não germina e não cresce", disse seu Cenair.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink