Agronegócio

Estimulados com preços, sojicultores plantam safra recorde no Brasil

Céleres elevou em 1,1 por cento sua estimativa de área plantada
Por: -Gustavo Bonato
1587 acessos
Produtores brasileiros devem plantar um recorde de 29,5 milhões de hectares de soja na safra 2013/14, estimulados por preços favoráveis da commodity, o que deve levar a uma colheita histórica, superando a dos Estados Unidos, disse nesta segunda-feira a consultoria Céleres em uma revisão de suas projeções.


A empresa elevou em 1,1 por cento sua estimativa de área plantada, ante relatório de setembro, afirmando que houve uma recuperação das cotações da soja entre agosto e meados de setembro, aliada ao fortalecimento da taxa de câmbio.

A área plantada crescerá em mais de 1,5 milhão de hectares na comparação com a temporada passada, ou 6 por cento.

"Os sojicultores brasileiros tiveram condições quase que perfeitas para a definição da área da safra 2013/14", disse a Céleres, ressaltando que, quando a cotação do dólar disparou, uma boa parcela dos custos já estava travada, além de permitir bons níveis para as fixações de preço que ocorreram entre julho e setembro.


Os Estados que terão a maior expansão da área com soja são o Mato Grosso (+625 mil hectares), Goiás (+157 mil hectares) e Maranhão (+130 mil hectares), segundo a estimativa mais recente da consultoria, feita ao longo de setembro.

Sob condições normais de produtividade, a produção de soja na safra 2013/14 deverá totalizar 86,2 milhões de toneladas, estimou a Céleres. Em setembro, a consultoria havia estimado produção de 85,2 milhões de toneladas.

Caso a estimativa se confirme "o país assumirá o posto de maior produtor mundial da oleaginosa, desbancando os Estados Unidos", ressaltou.

A estimativa mais recente divulgada pelo governo dos EUA é de uma produção de 85,71 milhões de toneladas no país.

A Céleres estima que o plantio de soja tenha sido realizado em 3 por cento da área prevista até a última sexta-feira, índice igual a um ano atrás. Pela média dos últimos cinco anos, de 4 por cento para esta época, há um ligeiro atraso nos trabalhos.


MILHO

A consultoria estimou a safra total de milho no Brasil em 2013/14 em 83,56 milhões de toneladas, ante 85,12 milhões da estimativa anterior, com uma redução maior do plantio da primeira safra, que perdeu área para a soja.

"A melhor rentabilidade da soja, aliada ao seu bom momento comercial de agosto/13 e setembro/13, levou mais produtores a migrar do cereal para a oleaginosa", afirmou a consultoria.

Os produtores brasileiros deverão semear 7,1 milhões de hectares com milho na safra verão, com redução de 3,6 por cento em comparação à safra anterior e 3,4 por cento inferior à estimativa divulgada no mês passado.

Apesar do recuo na safra de verão, o forte crescimento do milho de inverno (segunda safra) ainda deverá garantir uma colheita total maior que a passada, quando o país colheu um recorde de 80,2 milhões de toneladas.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink