Estudo analisa uso das redes sociais no agronegócio

Agronegócio

Estudo analisa uso das redes sociais no agronegócio

Há grande potencial de crescimento de ferramentas web na cadeia produtiva
Por:
567 acessos
Levantamento inédito demonstra que há grande potencial de crescimento de ferramentas web na cadeia produtiva do setor

A TerraForum Consultores apresentou no dia (9) o estudo Agronegócios 2.0 – Os benefícios das redes sociais ao Agronegócio, uma análise que aborda como as empresas do setor agropecuário podem gerar valor com as facilidades da web 2.0, como interatividade e compartilhamento.


A pesquisa abordou a utilização de redes sociais como Facebook, Twitter, Orkut e Linkedin no suporte, dinamização e integração dos negócios. Segundo o estudo, há grande espaço para o crescimento de ferramentas web no setor, e que deve beneficiar toda sua cadeia produtiva.

A análise da TerraForum, empresa de consultoria com foco em Gestão do Conhecimento e Inovação, baseou-se em pesquisa que avaliou instituições e corporações, como Monsanto, AGCO e BR Foods e órgãos de governo no Brasil e no exterior, representativas de quatro segmentos dessa cadeia produtiva – fornecedores de insumos e equipamentos, produção e beneficiamento, comercialização e entidades de apoio.


“Quando resolvemos elaborar o Agro 2.0, vimos que era grande oportunidade de fazer uma radiografia inédita sobre esse extenso mercado. Identificamos fatos que nos surpreenderam: muitas empresas, que pensávamos estar bem posicionadas e fortemente atuantes na web 2.0, não passaram de nossa fase inicial de avaliação e tiveram de ser descartadas”, declarou o presidente da TerraForum, José Cláudio Terra.

Realizada inicialmente com cem empresas, a pesquisa acabou reduzindo, posteriormente, o universo de pesquisa para 13 corporações e entidades. Apesar das dificuldades, a TerraForum identificou muitas ações inovadoras e boas práticas, algumas já bem consolidadas e outras emergentes. A maior parte das inovações nesta área acontece no exterior. O Brasil, no entanto, tem demonstrado nos últmos anos capacidade de inovação.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink