Estudo avalia eficiência de fertilizantes foliares

EFICIÊNCIA

Estudo avalia eficiência de fertilizantes foliares

O experimento foi instalado em delineamento experimental de blocos casualizados (DBC), com 5 tratamentos e 5 repetições
Por: -Aline Merladete
1148 acessos

Estudo de eficiência e praticabilidade dos fertilizantes foliares FERT N/FERT N MO/FERT N PLUS MO HU em milho safrinha.

O experimento foi instalado em delineamento experimental de blocos casualizados (DBC), com 5 tratamentos e 5 repetições. As parcelas foram constituídas por seis linhas de seis metros de comprimento e espaçamento 0,85 m, totalizando área de 30,6 m2  cada uma.

Não houve diferença significativa na maioria das variáveis, sendo observado efeito no componente de produção Número de Fileiras, com superioridade do tratamento FERT N PLUS MO HU aplicado em três fases fenológicas sobre o tratamento Testemunha (adubação comercial padrão).

Apesar de não ter havido diferença significativa na produtividade de grãos (Figura 36), a diferença entre os tratamentos FERT N MO aplicado em três fases fenológicas e o tratamento Testemunha (adubação comercial padrão) foi de 361 kg ha-1, e entre FERT N PLUS MO HU aplicado em três fases fenológicas sobre o tratamento Testemunha foi de 172,74 kg ha-1 , representando ganho financeiro de R$84.233,33 e R$40.306,00, respectivamente.

Mesmo com produtividade geral ao redor de 6000 kg ha -1, alguns sintomas de deficiências nutricionais foram verificados em todos os tratamentos. No tratamento Testemunha as principais deficiências foram de N, P e K. No tratamento 2, além dos verificados no Tratamento 1, também, observou-se deficiência de Ca e Mg. No Tratamento 3 apenas deficiências de K e Mg. Nos Tratamentos 4 e 5, as deficiências foram de N, P, K e Mg.

O manejo da adubação do milho safrinha com fertilizantes foliares da Unimol aplicados em três fases fenológicas mostrou ser competitivo com o manejo de adubação sólida comercial padrão utilizado na cultura. Apesar da análise econômica apresentada, recomenda-se uma análise de custo de produção do milho comparando todos os tratamentos.

Devido às deficiências nutricionais observadas nos tratamentos com adubação foliar, principalmente dos nutrientes P, K e Mg, recomenda-se aumentar essas concentrações nas formulações ou nas doses aplicadas. 

Acesse o estudo na íntegra:

https://www.agrolink.com.br/upload/noticias/anexos/20190919-relatorio-unesp-unimol.pdf


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink