Estudo desenvolvido na FCA/Unesp recebe prêmio internacional
CI
Agronegócio

Estudo desenvolvido na FCA/Unesp recebe prêmio internacional

Trabalho avalia a influencia da colheita e da adubação nitrogenada para a produção de óleo essencial com ampla aplicação na indústria química e farmacêutica
Por: -Janice
Trabalho avalia a influencia da colheita e da adubação nitrogenada para a produção de óleo essencial com ampla aplicação na indústria química e farmacêutica

O trabalho “Teor de óleo essencial e safrol em Piper aduncum L. em diferentes colheitas e dosagens de nitrogênio”, desenvolvido por Maria Izabela Ferreira, aluna do Programa de Pós-Graduação em Horticultura da Faculdade de Ciências Agronômicas da Unesp, câmpus de Botucatu, sob a orientação do professor Lin Chau Ming, foi premiado como o melhor trabalho apresentado na forma de pôster da área de Plantas Medicinais e Aromáticas no 28º Congresso Internacional de Horticultura, realizado de 22 a 27 de agosto em Lisboa.
 
Promovido pela International Society for Horticultural Science, o Congresso é o maior e mais importante evento científico da área de Horticultura no mundo, dividida nas suas diversas sub-áreas. Nesta edição, mais de três mil e quinhentas pessoas participaram. O estudo apresentado por Maria Izabela concorreu com trabalhos de 31 países. “Fiquei muito feliz pelo reconhecimento internacional do trabalho feito na Unesp e agradeço ao professor Lin que sempre nos orienta a fazer pesquisas que atendam as demandas da sociedade”.

A pesquisa

O trabalho de Maria Izabela teve como objetivo verificar a influência de diferentes colheitas e dosagens de nitrogênio no teor e rendimento de óleo essencial e safrol na Piper aduncum, espécie popularmente conhecida como pimenta-de-macaco ou pimenta-longa, na Amazônia e jaborandi, nhaborandi ou nhaguarandi, na região sudeste.

Piper aduncum é uma planta medicinal e aromática presente em praticamente todo o território brasileiro e boa parte da América do Sul. Utilizada frequentemente como agente antimicrobiano, fungicida e larvicida, ela contém safrol como um dos componentes de seu óleo essencial, elemento com vasta aplicação na indústria química e farmacêutica.

Em experimento conduzido em áreas do Departamento de Produção Vegetal da FCA/Unesp, a influência das colheitas e da adubação nitrogenada foi avaliada através da aplicação de cinco dosagens de nitrogênio e colheitas em quatro estágios diferentes. O óleo essencial da planta foi obtido através de um método denominado hidrodestilação e sua análise química foi feita pela pesquisadora Márcia Ortiz Maio Marques, do Instituto Agronômico de Campinas.

Os resultados indicaram que os estágios de colheita e a aplicação de nitrogênio em cobertura, conforme as doses aplicadas, podem provocar alterações no metabolismo secundário da espécie, incrementando a produção de óleo essencial.

Para Maria Izabela, o interesse que seu trabalho despertou se deve ao rigor e à originalidade do experimento e, sobretudo à aplicabilidade do estudo. “O safrol é utilizado como matéria-prima da heliotropina, um importante fixador de fragrâncias”, explicou. “Também tem aplicação como fragrância em produtos como ceras de assoalho, pomadas, sabões, detergentes e produtos de limpeza. Na indústria farmacêutica é utilizado como matéria-prima na preparação de fármacos como a dopamina, o isoproterenol e outros”.

O trabalho premiado foi realizado com auxílio da Fapesp e teve como co-autores Milena Provazi, Marcia Ortiz Maio Marques, José Abramo Marquese e Lin Chau Ming.

As informações são da assessoria de imprensa da Faculdade de Ciências Agronômicas da Unesp - câmpus de Botucatu/SP.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink