Estudo detalha crescimento das plantas

PESQUISA

Estudo detalha crescimento das plantas

Precisávamos entender como a fotossíntese C4 evolui na natureza
Por: -Leonardo Gottems
161 acessos

Receba Notícias como esta por email

Cadastre-se e receba nossos conteúdos gratuitamente

Cientistas da Universidade de Sheffield, na Inglaterra, deram um passo à frente no entendimento de como a evolução mudou o processo de fotossíntese em plantas silvestres para ajudá-las a crescer mais rapidamente. O desenvolvimento poderia um dia ser usado para melhorar o rendimento das colheitas para ajudar na luta global pela segurança alimentar.  

Em um novo estudo inovador publicado na Ecology Letters , pesquisadores do Departamento de Ciências Animais e Vegetais da Universidade mostraram como seria possível aproveitar o processo de fotossíntese C4. A fotossíntese retira o dióxido de carbono do ar e o converte em um novo crescimento de planta. Enquanto a maioria delas usa a fotossíntese C3, as plantas em climas quentes evoluíram a fotossíntese C4 para concentrar o dióxido de carbono em suas folhas para aumentar a produtividade.  

De acordo com Marjorie Lundgren, Ph.D. e estudante da Universidade, “precisávamos entender como a fotossíntese C4 evolui na natureza a partir da forma ancestral da fotossíntese C3, que não possui a bomba concentradora de dióxido de carbono. Para que a bomba funcione, as folhas C4 precisam de um arranjo anatômico especial, mas ainda sabemos muito pouco sobre como isso se desenvolve e evolui”, comenta. 

Até agora, a maioria dos estudos visava entender a anatomia foliar de C4 e comparar as espécies C3 e C4, mas também capturou mudanças não só ligadas à evolução de C4, mas outras mudanças acumuladas desde que as espécies divergiram. Isso tornou difícil distinguir claramente quais mudanças estão diretamente ligadas à emergência do C4. 

“Há grandes esforços internacionais para projetar a fotossíntese C4 em culturas C3 para melhorar o rendimento. Nossa pesquisa esclarece quais alterações anatômicas são necessárias para criar uma folha C4 funcional e que são adotadas posteriormente para melhorar ainda mais a fotossíntese C4”, conclui.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink