EUA: Volume de pintos de corte volta a ficar aquém do registrado em 2008
CI
Agronegócio

EUA: Volume de pintos de corte volta a ficar aquém do registrado em 2008

Um dos fatores que determinaram essa redução foi o alto custo das matérias-primas
Por:
Dados do Departamento de Agricultura dos EUA (USDA) apontam que após breve recuperação em 2010, o alojamento de pintos de corte daquele país voltou a registrar resultado negativo em 2011, ficando novamente aquém do volume alcançado em 2008, quando eclodiu a crise econômica.


Em 2010 os EUA alojaram cerca de 8,975 bilhões de pintos de corte, volume apenas 0,2% superior ao recorde registrado em 2008 (8,957 bilhões de cabeças). Mas em 2011 o alojamento caiu para 8,749 bilhões de cabeças (resultado preliminar), recuando cerca de 2,5% tanto em relação ao ano anterior como em relação a 2008.


Um dos fatores que determinaram essa redução foi o alto custo das matérias-primas, principalmente do milho, direcionado (com subsídios) para a produção de etanol. Agora, esses subsídios caíram e, assim, a pressão sobre os custos por eles causada tende a diminuir.


Parece, porém, que isso não vai alterar as tendências de produção e alojamento da avicultura norte-americana. Pois além da demanda internacional manter elevados os preços das matérias-primas, o setor reduziu também seu alojamento de matrizes de corte. Assim, a capacidade de produção para o corrente exercício é ainda menor que a de 2010.


Não fosse isso suficiente, é clara a disposição do setor em manter a produção sob estrito controle. É a única forma, destacam, de reverter os prejuízos ou os baixos lucros obtidos no ano que passou.




Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.