Agronegócio

EUA encomendam mais vacinas contra gripe aviária

Três laboratórios vão fornecer ao Departamento de Saúde doses suficientes para 2,7 milhões de pessoas
Por: -Redação
1 acessos

O governo dos Estados Unidos anunciou nesta segunda-feira (20-11) a encomenda de quase 200 milhões de dólares em vacinas contra o vírus H5N1, da gripe aviária. Três laboratórios -- Sanofi Pasteur, Novartis e GlaxoSmithKline -- vão fornecer ao Departamento de Saúde doses suficientes para 2,7 milhões de pessoas. A vacina será formulada especificamente para uma nova cepa do H5N1 que surgiu nos últimos meses.

"Ter um estoque de vacina de gripe que possa oferecer proteção contra o H5N1 é parte importante do nosso plano de preparação contra uma pandemia de gripe", disse o secretário de Saúde, Mike Levitt, em nota. Segundo Levitt, o estoque norte-americano atualmente é de 5,9 milhões de doses, o suficiente para quase 3 milhões de pessoas (cada paciente precisa de duas doses). O Departamento de Saúde pretende montar um estoque para 20 milhões de pessoas.

O H5N1 em geral só afeta aves, mas já contaminou também 258 pessoas em dez países -- Tailândia, Vietnã, Indonésia, China, Turquia, Azerbaijão, Iraque, Egito, Djibuti e Camboja --, matando 153 delas. Especialistas temem que o vírus sofra uma mutação que lhe permita o contágio direto entre pessoas, o que poderia provocar uma pandemia com milhões de vítimas. Nenhuma vacina contra o H5N1 será perfeitamente eficaz na proteção contra novas cepas, mas estudos sugerem que a imunização reduz a taxa de mortalidade.

A Glaxo declarou que produziria 800 mil doses em sua recém-inaugurada fábrica no Canadá. O laboratório disse em nota que o Departamento de Saúde tem a opção de comprar vacinas pré-pandêmicas junto com os sistemas adjuvantes produzidos pela empresa, o que significa a necessidade de usar menos antígenos em cada dose. Adjuvantes são compostos adicionados às vacinas para torná-las mais eficazes.

"Os três contratos incluem um de 117,9 milhões para a Sanofi Pasteur por 3,7 milhões de doses, um contrato de 40,95 milhões de dólares para a Novartis por 800 mil doses e um de 40,6 milhões para a GlaxoSmithKline por 800 mil doses", disse a nota do Departamento de Saúde. Em maio, o departamento havia anunciado contratos de mais de 1 bilhão de dólares para que cinco laboratórios aperfeiçoassem as vacinas contra gripe aviária e as produzissem nos EUA, com uma tecnologia mais rápida e precisa.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink