EUA voltam a taxar arroz brasileiro
CI
Imagem: Eliza Maliszewski
SEM ISENÇÃO

EUA voltam a taxar arroz brasileiro

Para exportar Brasil terá que pagar 11,2% em taxas do parboilizado
Por: -Eliza Maliszewski

O presidente Donald Trump, antes de deixar a presidência dos Estados Unidos, assinou um decreto que retira os benefícios para a entrada de arroz parboilizado do Brasil, conforme informou o site especializado Planeta Arroz, com informações da USA Rice.

Trump atendeu a um pedido da indústria local e retirou o arroz da lista de commodities que estão livres de impostos. Com isso o Brasil terá que pagar taxas de 11,2% na exportação do grão a partir de 2021.

O Programa do Sistema Generalizado de Preferências (GSP) foi criado para auxiliar países em desenvolvimento a acessarem o mercado norte-americano. A pedido da Associação das Indústrias do Arroz dos Estados Unidos (USA Rice) foi retirada uma das seis linhas tarifárias que beneficiavam o arroz parboilizado vindo de fora. Além do Brasil sofrerão impacto países como Argentina, Paraguai, Paquistão e Tailândia. A Índia também deve ser afetada.

A ideia é valorizar a produção local de arroz e retirar os benefícios de concorrentes. A Associação Brasileira das Indústrias de Arroz (Abiarroz) havia pedido a manutenção da isenção e argumentou que o Brasil isentou a taxa de exportação do arroz dos Estados Unidos e de países do Mercosul que era de 12% sobre o arroz branco e de 10% sobre o arroz em casca.
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink