Europa pede que Rússia libere portos agroindustriais ucranianos
CI
Imagem: Pixabay
MUNDO

Europa pede que Rússia libere portos agroindustriais ucranianos

Além da restrição de volume, o custo logístico dessas operações é muito maior
Por: -Leonardo Gottems

A Europa está tentando uma pressão internacional para que a Rússia libere pelos portos agroindustriais ucranianos, de acordo com informações da TF Agroeconômica, citando a Granar. “O presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, e o primeiro-ministro da Ucrânia, Denys Shmyhal, visitaram ontem o porto ucraniano de Odesa com o objetivo de denunciar o problema gerado pelo bloqueio russo”, informa.

“Antes dainvasão militar russa, a Ucrânia exportava cerca de 5 milhões de toneladas de produtos agroindustriais mensalmente através dos portos localizados no Mar Negro (principalmente através das instalações localizadas em Odessa e Mykolaiv). Mas, desde o final de fevereiro, ele só pode enviar quantidades muito limitadas de grãos para a Europa via ferrovia e pequenos terminais portuários localizados no rio Danúbio”, completa.

Além da restrição de volume, o custo logístico dessas operações é muito maior, o que faz com que o valor de exportação dos produtos embarcados seja substancialmente menor, o que representa um enorme prejuízo econômico para o agronegócio ucraniano. “No porto de Odessa, com Denys Shmyhal, vi silos cheios de grãos, trigo e milho, prontos para serem exportados. Este alimento tão necessário está retido devido à guerra russa e ao bloqueio dos portos do Mar Negro. Causando consequências dramáticas para países vulneráveis. Precisamos de uma resposta global", disse Michel em sua conta no Twitter.

A medida visa claramente tentar vincular a ação militar russa às dificuldades de acesso a alimentos básicos presentes em nações importadoras de alimentos menos favorecidas. Embora seja improvável que, na situação atual, "mova um fio de cabelo" para o presidente russo, Vladimir Putin.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.